Consulta ao lote residual da restituição do IR: Veja aqui quem vai receber

Os contribuintes que ainda aguardam a restituição do IRPF (Imposto de Renda da Pessoa Física) já podem verificar o lote residual referente ao mês de novembro de 2023 nesta quinta-feira (23).

Como consultar?

Para verificar a disponibilidade da restituição, os contribuintes devem acessar o site da Receita Federal, clicar em "Meu Imposto de Renda" e, em seguida, em "Consultar a Restituição".

A página fornece orientações e canais para a prestação do serviço, permitindo a consulta simplificada ou completa da situação da declaração através do extrato de processamento, acessado no e-CAC.

Em caso de identificação de pendências na declaração, os contribuintes podem corrigir as informações erradas ou faltantes.

A Receita Federal também disponibiliza um aplicativo que permite a consulta direta nas bases de dados sobre a liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

Método de pagamento

O pagamento da restituição ocorre na conta bancária indicada na declaração, seja diretamente ou por meio da chave PIX.

Se, por algum motivo, o crédito não puder ser efetuado (por exemplo, a conta informada foi desativada), os valores permanecerão disponíveis para resgate por até um ano no Banco do Brasil.

Nesse cenário, os cidadãos podem reagendar o crédito dos valores de maneira simples e rápida pelo Portal BB ou contatando a Central de Relacionamento do Banco do Brasil pelos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (outras localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Continua após a publicidade

Se o contribuinte não resgatar o valor da restituição no prazo de um ano, deverá solicitá-lo pelo Portal e-CAC, acessando o menu "Declarações e Demonstrativos > Meu Imposto de Renda" e clicando em "Solicitar restituição não resgatada na rede bancária".

Quando é o pagamento?

Conforme informado pela Receita Federal, o depósito bancário para os 358.737 contribuintes está programado para o dia 30 de novembro, totalizando mais de R$ 760 milhões.

Dentro desse montante, cerca de R$ 525 milhões serão direcionados aos contribuintes prioritários, o que abrange 5.774 idosos com mais de 80 anos, 58.060 entre 60 e 79 anos, e 6.654 contribuintes com deficiência física, mental ou doença grave.

Além disso, estão incluídos na lista de prioridades 14.863 contribuintes cuja principal fonte de renda é o magistério, e por último, 129.019 que não possuem prioridade legal, mas que optaram pela declaração pré-preenchida ou escolheram receber a restituição via PIX. Um total de 144.367 contribuintes não prioritários também será contemplado.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes