PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

A economia do mundo está de cabeça para baixo, e ninguém escapa sozinho

A inflação está pressionando o mundo todo, e o cenário externo reflete muito na situação econômica brasileira - Getty Images
A inflação está pressionando o mundo todo, e o cenário externo reflete muito na situação econômica brasileira Imagem: Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes
Gabriela Mosmann

Gabriela Mosmann

É mestre em finanças e analista de investimentos CNPI na casa de análises @SunoResearch

20/06/2022 04h00

A realidade econômica brasileira já é bem conhecida pelos seus altos e baixos. Inflação alta, recessão seguida de "boom" de commodities, polarização política, dentre várias outras características semelhantes de países emergentes.

Nos últimos meses estamos vivendo algo quase rotineiro, um ciclo de aumento de juros. O que difere agora é que saímos na frente do resto do mundo e estamos colhendo antecipadamente benefícios disso. A inflação está pressionando o mundo todo, porém muitos países de primeiro mundo, por não estarem acostumados à situação, também não tiveram o dinamismo da atuação necessário para combatê-la.

Infelizmente, não só da política interna vivemos, mas o cenário externo reflete muito na nossa situação econômica. As expectativas são de que a nossa taxa interna de juros continue aumentando, isso em vista da inflação global descontrolada.

Caso você não esteja convicto ainda sobre a situação internacional, destacamos o caso norte-americano que viu sua inflação ter o maior salto anual desde 1981. A inflação acumulada nos EUA foi de 8,6%, um valor "tranquilo" aos olhos do brasileiro, mas assustador para um país acostumado com outra realidade.

Independente da perspectiva que olhamos para os níveis de aumento de preços, sempre temos um efeito dominó. O mercado mundial, ao ver o maior número de inflação dos EUA nos últimos quatro anos, reagiu negativamente. A maioria das empresas americanas passou dias no vermelho, e o Ibovespa que já estava em uma sequência de quedas, não mudou de situação. Todo esse conjunto de fatores não auxilia pensamentos otimistas e cria muitas suposições sobre próximos dias difíceis.

O mundo está enfrentando um desafio novo, onde mesmo os mais preparados acabam sendo impactados pelo conjunto. A verdade é que dificilmente alguém consegue se isolar da situação e se "salvar" sozinho, vivemos em um mundo interligado, no qual apenas jogando juntos podemos prosperar como um todo.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.