PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

CCR e Unipar: duas ações para ficar de olho hoje

CCR com o monotrilho da linha 15: empresa tem interesse na concessão de mais três linhas - Joel Silva - 30.ago.2014/Folhapress
CCR com o monotrilho da linha 15: empresa tem interesse na concessão de mais três linhas Imagem: Joel Silva - 30.ago.2014/Folhapress
Exclusivo para assinantes UOL

Felipe Bevilacqua

07/06/2021 08h36

No Investigando o Mercado de hoje, vamos conversar sobre estudo a ser realizado pela CCR (CCRO3) para possível desestatização de mais três linhas de trem no Estado de São Paulo. Vamos falar também sobre proposta de aquisição encaminhada para os controladores da Unipar (UNIP6).

O UOL Economia tem uma área exclusiva para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e lucrar mais do que com a poupança. Conheça!

Confira a seguir a análise de Felipe Bevilacqua, analista e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento. Todos os dias, Bevilacqua traz notícias e análises de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimentos. Este conteúdo é exclusivo para os leitores de UOL Economia+. Conheça os recursos do serviço de orientação financeira UOL Economia+, para quem quer investir melhor.

CCR: estudo para concessão de linhas

No final de maio, a CCR (CCRO3) apresentou ao governo do Estado de São Paulo um Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para realizar o estudo da concessão das linhas 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Segundo a proposta, as linhas poderiam ser privatizadas a partir de 2024, com estimativa de cerca de R$ 3,5 bilhões de investimentos.

Inicialmente, a concessão priorizaria a extensão de 113,7 km das linhas. Posteriormente, com a chegada das linhas 11 e 13 ao terminal Barra Funda, a rede passaria a contar com uma extensão de 121,1 km. A companhia estima gastos de R$ 5 milhões nos estudos, valor que seria reembolsado caso não vença a concorrência.

A CCR estima ganho bruto de quase R$ 50 milhões por ano com locação de espaços comerciais, publicidade e licenciamento dos nomes das estações, entre outras fontes. Nesse contexto, a CCR (CCRO3) encontra-se bem posicionada para se beneficiar com a evolução dos estudos de licitação das linhas.

UNIPAR: potencial transação com grupo de controle

A Unipar Carbocloro (UNIP6), uma das maiores fabricantes de cloro e derivados do país, divulgou em fato relevante um comunicado recebido pelo seu controlador, Vila Velha S.A., de que estão em avaliação potenciais transações envolvendo ações em posse do controlador.

A holding Vila Velha é controlada pelo bisneto do fundador da companhia, Frank Geyer Abubakir, atual presidente do conselho, que possui 67% do capital votante (ações ordinárias - ON) e 25% do capital total (ON's e PN's).

No comunicado, a Vila Velha afirma que "o modelo da Potencial Operação ainda não está definido". Uma assessoria financeira foi contratada para avaliar a oportunidade e "organizar um processo competitivo", dando indícios de que uma possível fusão ou aquisição da Unipar pode estar na mesa. A Unipar vale R$ 10 bilhões, de acordo com o preço das ações no último fechamento, um montante ínfimo para os grandes players internacionais do setor.

O mercado de químicos e petroquímicos, sobretudo para a indústria de infraestrutura e consumo, vive um momento aquecido, com demanda em ritmo forte e margens no topo histórico. Além disso, há perspectiva de crescimento da demanda com a urbanização crescente nos países mais populosos do mundo (China, Índia e outros países asiáticos principalmente), e reaquecimento das principais economias mundiais.

Esperamos impacto positivo nas ações da Unipar (UNIP6), mesmo com alta forte nos últimos dois anos (saindo de uma faixa de R$ 25 para acima dos R$ 100 por ação). Uma troca de controle desencadearia um tag along (mecanismo de oferta igualitária para minoritários) de cerca de 80% do capital total. O mercado pode querer uma fatia de um possível prêmio em cima do preço das ações atuais da companhia.

A notícia pode também gerar repique positivo para ações de Braskem (BRKM5) e Ultrapar (UGPA3) - este segundo em menor nível - mostrando que os investidores e as grandes multinacionais estão de olho nas companhias líderes do mercado de químicos em geral.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo analista Felipe Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL