PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Netflix e Indústrias Romi divulgam resultados: o que esperar para as ações

"Lupin", da Netflix: serviço tem 1,54 milhão de novos assinantes, mas expectativa para o próximo período é fraca - Divulgação
'Lupin', da Netflix: serviço tem 1,54 milhão de novos assinantes, mas expectativa para o próximo período é fraca Imagem: Divulgação
Conteúdo exclusivo para assinantes

Felipe Bevilacqua

21/07/2021 09h29

No Investigando o Mercado de hoje, iniciamos a temporada de resultados das empresas no segundo trimestre de 2021. A primeira sobre a qual iremos conversar é a Indústrias Romi (ROMI3), que apresentou bons números na noite de ontem (20), após o fechamento do mercado. Além disso vamos analisar o resultado de uma empresa americana queridinha dos brasileiros, a Netflix (NFLX34).

O UOL Economia tem uma área exclusiva para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e lucrar mais do que com a poupança. Conheça!

Confira a seguir a análise de Felipe Bevilacqua, analista e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento. Todos os dias, Bevilacqua traz notícias e análises de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimentos. Este conteúdo é exclusivo para os leitores de UOL Economia+. Conheça os recursos do serviço de orientação financeira UOL Economia+, para quem quer investir melhor.

Indústrias Romi divulga resultados

A Indústrias Romi (ROMI3) divulgou bons resultados referentes ao segundo trimestre de 2021, com destaque para o Ebitda e para a entrada de pedidos.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da empresa de máquinas e ferramentas saltou 245,9%, somando R$ 66,5 milhões na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior. Na comparação com o primeiro trimestre do ano, o crescimento foi de 87,7%.

A receita líquida registrada no período foi de R$ 351,5 milhões, alta de 79,3% na comparação anual e de 57,9% na comparação com o trimestre anterior. O resultado líquido ajustado, R$ 42,8 milhões, registrou alta de 277% em relação ao segundo trimestre de 2020 e de 106,4% na comparação com o primeiro trimestre deste ano.

A entrada de pedidos na unidade de máquinas subiu 100,4% quando comparada ao mesmo período do ano anterior. Sua subsidiária alemã, a Burkhardt+Weber, ou BW, conseguiu novos pedidos que somaram R$ 26,7 milhões no segundo trimestre deste ano. No acumulado de 2021, a entrada de pedidos da BW totaliza R$ 80,2 milhões, um crescimento de 297,6% em relação ao mesmo período de 2020.

Esperamos impacto positivo nas ações ROMI3 no curto prazo. Com atuação no mercado brasileiro de máquinas e equipamentos industriais, a Romi é uma importante fabricante de peças fundidas e usinadas. Desde 2017, vem investindo em automação e produtividade, reforçando o foco na redução de custos e despesas. A prioridade tem sido desenvolver novas gerações de produtos alinhadas às necessidades da Indústria 4.0.

Apesar das incertezas relacionadas à pandemia, a recuperação da atividade industrial se mantém, o que impulsiona a entrada de pedidos da companhia. Além dos investimentos em tecnologia para novos produtos, a Romi tem buscado alternativas para viabilizar novos serviços. Um exemplo é a locação de máquinas. Dessa forma, se posiciona bem para aproveitar as oportunidades na retomada econômica no Brasil e no mundo.

Netflix apresenta resultados e ganha mais por usuário

A Netflix apresentou números mistos em seu resultado referente ao segundo trimestre de 2021. Apesar de superar o guidance de novos assinantes no trimestre, a projeção para o próximo trimestre foi menos animadora. Esperamos impacto negativo no preço das ações NFLX no curto prazo.

As adições líquidas somaram 1,54 milhão de novos assinantes, alcançando a marca de 209,18 milhões de assinantes - 9% a mais em relação ao mesmo período do ano passado. O guidance oficial previa 1 milhão de adições e, para o próximo trimestre, a companhia espera captar 3,5 milhões de novos assinantes.

A receita líquida totalizou US$ 7,34 bilhões. Assim como no trimestre passado, vemos a receita média mensal por usuário como o destaque positivo do resultado, crescendo 8% no ano contra ano. O aumento dessa métrica ajuda a atenuar a captação mais baixa e a superar as expectativas de receita líquida.

Além de um guidance de adições para o terceiro trimestre do ano mediano, enxergamos a margem como outro ponto negativo. Os gastos gerais e administrativos (SG&A) aumentaram de 4,1% para 4,6% da receita na comparação com o mesmo período do ano anterior. Os gastos com vendas e marketing passaram de 7,2% para 8,2%.

Por fim, o lucro por ação foi de US$ 2,97, abaixo das expectativas e do guidance, que eram de US$ 3,16. Assim como no primeiro trimestre do ano, a companhia recomprou cerca de 1 milhão de ações, desembolsando aproximadamente US$ 500 milhões de dólares.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo analista Felipe Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL