PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Dona da Casas Bahia aumenta marketplace em 10 vezes; o que vem por aí?

Via: o número de itens disponíveis na plataforma cresceu de 3 milhões no início do ano para 33 milhões em setembro - Nacho Doce/Reuters
Via: o número de itens disponíveis na plataforma cresceu de 3 milhões no início do ano para 33 milhões em setembro Imagem: Nacho Doce/Reuters
Conteúdo exclusivo para assinantes

Felipe Bevilacqua

22/09/2021 08h50

Hoje vamos conversar sobre as avenidas de crescimento que continuam sendo exploradas pela Via (VIIA3) e sobre parceria estratégica firmada pela Gol (GOLL4).

O UOL tem uma área exclusiva para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e lucrar mais do que com a poupança. Conheça!

Confira a seguir a análise de Felipe Bevilacqua, analista e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento. Todos os dias, Bevilacqua traz notícias e análises de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimentos. Este conteúdo é exclusivo para os assinantes do UOL.

Via anuncia nova estratégia para seu marketplace

A Via (VIIA3) divulgou ontem (21) uma atualização de sua estratégia de marketplace. Conforme divulgado no "Investor Day", em abril, 2021 será o ano do marketplace da Via.

A companhia passou de aproximadamente 10 mil para 100 mil vendedores em nove meses, superando a estimativa inicial de alcançar até 90 mil em 2021. O número de itens disponíveis também evolui de forma exponencial: de 3 milhões no início do ano para 33 milhões em setembro, em função da assertividade no processo de busca de vendedores em diversas praças do país, assim como da maior facilidade no processo de entrada desses vendedores.

O serviço de logística da Via, o Envvias, já abrange 60% dos vendedores que utilizam a plataforma e cerca de 20% dos pedidos de marketplace, também chamado de 3P, que rodam na malha própria da companhia, com expectativa de aumento até o final do ano. Atualmente, 30 lojas atuam como ponto de apoio de coleta para produtos de 3P. Segundo a Via, a meta é ampliar para 100 lojas até o final do ano.

A Via segue empenhada na construção de seu marketplace com a entrada de novos serviços até o final do ano: oferta de crédito para vendedores e seus clientes, receita de serviço de anúncio e treinamento específico para vendedores (Academia Via).

Os aumentos nos números de vendedores e itens posicionam o marketplace da Via para disputar a liderança de mercado. Adicionalmente, o marketplace será impulsionado pela oferta de serviços de crédito e soluções financeiras, retroalimentando o ecossistema e gerando maior recorrência e fidelização de clientes. A robusta operação de 1P da Via e a mudança de patamar de seu marketplace ampliam suas frentes de atuação para além do varejo.

A estratégia é positiva e tem gerado resultados. A empresa ganha market share, o que a credencia como forte competidora na disputa do e-commerce. Importante destacar, também, a questão da logística do produto, muito relevante na tomada de decisão de compra pelos consumidores e ponto forte da empresa, que efetua entregas em praticamente todos os 5.568 municípios brasileiros.

Gol aposta em aeronaves elétricas de decolagem vertical

A Gol (GOLL4) anunciou ontem (21) assinatura de protocolo de intenções não vinculante com a Avolon, empresa de leasing de aeronaves, em conjunto com o Grupo Comporte, para adquirir 250 aeronaves elétricas de decolagem e pouso vertical (Evtol). A companhia projeta que após a certificação e o sucesso nos testes, a operação comece em meados de 2025.

O Grupo Comporte vai disponibilizar os recursos para o investimento e utilizará a expertise da Gol em aviação para desenvolver a malha aérea das aeronaves elétricas. Os modelos foram criados pela empresa britânica Vertical Aerospace e são considerados entre os taxis aéreos mais avançados tecnologicamente.

O acordo faz parte da estratégia da Gol de expandir gradativamente seus negócios no transporte aéreo regional, abrindo rotas domésticas para mercados pouco atendidos.

O movimento está em linha com a aquisição da MAP Transportes Aéreos, a quinta maior empresa aérea doméstica do Brasil, com uma frota de ATRs com 70 assentos (aeronave comercial bimotora e de propulsão por hélice). A empresa opera na região amazônica, a partir do aeroporto de Manaus, e nas regiões Sul e Sudeste, a partir do aeroporto de Congonhas.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo analista Felipe Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

PUBLICIDADE