Só para assinantesAssine UOL

Neoenergia (NEOE3): Subsidiárias pagarão R$ 140 milhões em JCP

Empresas que estão sob o portfólio da Neoenergia (NEOE3) anunciaram um volume de cerca de R$ 140 milhões em Juros Sobre Capital Próprio (JCP).

Serão pagos R$ 114 milhões em JCP da Companhia Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), ante R$ 24,9 milhões da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), ambas da Neoenergia.

No caso da Coelba, serão R$ 0,4243706380 por ação ordinária.

A data de corte desses proventos é o dia 10 de março, ou seja, quem adquiriu os papéis após essa data não terá direito ao JCP.

Segundo as informações do aviso aos acionistas da Neoenergia, esses proventos serão pagos a partir do dia 21 de julho.

JCP da Coelba

  • Valor total: R$ 114.743.000,00
  • Valor por ação: R$ 0,4243706380 por ação ordinária, R$ 0,4243706380 por ação preferencial classe A e R$ 0,4668077018 por ação preferencial classe B.
  • Data de corte: 10 de março
  • Data do pagamento: A partir de 21 de julho

Já no caso do JCP da Cosern, serão pagos R$ 0,1453578259 por ação ordinária.

A cifra será distribuída aos acionistas também a partir do dia 21 de julho.

Continua após a publicidade

A data de corte, contudo, é diferente: o JCP será pago com base na posição acionária de 3 de julho, ou seja, quem comprou ações no dia 4 de julho em diante não receberá esse valor.

Vale destacar que em ambas as distribuições de JCP de empresas da Neoenergia há retenção de Imposto de Renda na fonte, com alíquota de 15%, conforme a normativa atual (Lei 9.249 de 26/12/1995).

JCP da Cosern

  • Valor total: R$ 24.988.000,00
  • Valor por ação: R$ 0,1453578259 por ação ordinária, R$ 0,1598936085
  • por ação preferencial classe A e R$ 0,1598936085 por ação preferencial classe B
  • Data de corte: 3 de julho
  • Data do pagamento: A partir de 21 de julho

Cotação das ações da Neoenergia

As ações NEOE3 registram alta de 40% no acumulado de 2023, com cotação atual de R$ 21,09, conforme preço de fechamento de sexta-feira (14).

Continua após a publicidade

Em uma janela maior, de 12 meses, os papéis da Neoenergia sobem cerca de 48%.

Este material foi elaborado exclusivamente pelo Suno Notícias (sem nenhuma participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo nenhum tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco. Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

Deixe seu comentário

Só para assinantes