Só para assinantesAssine UOL

Braskem (BRKM5) nega conhecimento sobre indicação de Guido Mantega em seu Conselho

A Braskem (BRKM5) comunicou via fato relevante nesta sexta-feira (7) que desconhece a indicação de Guido Mantega para o seu Conselho de Administração.

A informação teria começado a ecoar pelo noticiário após uma notícia sobre o fato ter sido veiculado pelo jornal Infomoney, sob o título: “Braskem (BRKM5) cai 2% após Mantega dizer que foi sondado por
governo para Conselho”.

Em esclarecimentos, a companhia afirma: “A Braskem informa que não tem conhecimento de tal informação e que a eleição dos 11 membros efetivos do Conselho de Administração da Companhia indicados pelos acionistas signatários dos Acordo de Acionistas para o mandato até a Assembleia Geral Ordinária a ser realizada em 2026 ocorreu na Assembleia Geral Ordinária realizada em 29 de abril de 2024.”

Ações da Braskem (BRKM5) caem por indicação de Mantega? Entenda

A matéria do portal Infomoney, publicado no dia 3 de junho, afirmava que as ações da Braskem estariam em queda de mais de 2% na ocasião, “após a Bloomberg noticiar a fala do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega de que foi sondado pelo governo para integrar o conselho da petroquímica.”

Em entrevista, Mantega afirmou que aceitará o cargo se sua nomeação for aprovada pelos acionistas. “Eu fui sondado pela Casa Civil e me coloquei à disposição”, disse em entrevista. “Se acaso os acionistas e a Assembleia decidirem isso, então eu irei para o conselho da Braskem.”

A Braskem não quis comentar e a Casa Civil não respondeu imediatamente a pedido de comentário.

Em comunicado publicado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Braskem solicitou que o ex-ministro Guido Mantega esclareça se as afirmações constantes da notícia são verídicas e, em caso afirmativo, os motivos pelos quais entendeu não se tratar de Fato Relevante.

Este material foi elaborado exclusivamente pelo Suno Notícias (sem nenhuma participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo nenhum tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco. Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

Deixe seu comentário

Só para assinantes