Só para assinantesAssine UOL

"Qual é a melhor forma de sucessão patrimonial?" Seu Consultor Responde

Seu Consultor Responde é um quadro que vai ao ar todas as quintas-feiras, durante a live do Suno Notícias no YouTube. O objetivo é que um profissional da Suno Consultoria responda às dúvidas da audiência. Confira uma delas a seguir, sobre sucessão patrimonial.

“Já estou pensando em como transferir meus bens e meu patrimônio para meus sucessores, mas o processo não parece fácil. Qual é a forma mais eficiente de fazer sucessão patrimonial?” – Fred Ricco.

Seu Consultor Responde

Caro Fred,

Sucessão patrimonial ou planejamento sucessório é um processo para organizar a transferência de patrimônio para seus herdeiros e sucessores, levando sempre em conta a vontade do titular e buscando reduzir possíveis conflitos.

Existem vários tipos de sucessão patrimonial, como testamento, doação em vida, holding familiar, seguro de vida…Cada tipo tem suas vantagens, desvantagens e custos.

Então, não existe uma resposta precisa para essa pergunta. Eu teria que saber exatamente quais são as suas condições, as particularidades da sua vida e do seu patrimônio para lhe orientar com mais assertividade.

Para cada pessoa, há uma resposta diferente. Essa escolha vai depender de fatores como complexidade do patrimônio, implicações fiscais, legislação local e o potencial de conflitos, por exemplo.

Pode ser que, para você, a forma mais eficiente seja doação em vida, pois esse planejamento em vida talvez seja menos custoso e menos moroso.

Já se você for uma pessoa jurídica com um patrimônio muito grande e com várias empresas, talvez uma holding familiar seja a melhor escolha.

Então eu sempre aconselho procurar profissionais que sejam especializados na área, profissionais que fazem planejamento financeiro e, principalmente, advogados especialistas na área

Continua após a publicidade

– Rodrigo Vieira, consultor na Suno Consultoria.

Este material foi elaborado exclusivamente pelo Suno Notícias (sem nenhuma participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo nenhum tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco. Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

Deixe seu comentário

Só para assinantes