PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Vale a pena participar de IPO? Tire esta e outras dúvidas

Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

11/11/2020 16h52

Vale a pena participar de IPO (lançamento de ações de uma empresa na Bolsa)? Essa foi um das perguntas a que o economista César Esperandio, do Econoweek, parceiro do UOL, respondeu nesta quarta-feira (11) no Papo com Especialista.

O programa, do UOL Economia+, é uma conversa semanal em vídeo, ao vivo, em que o especialista em finanças tira dúvidas sobre investimentos.

A live já foi ao ar, mas fica disponível para consulta. O Papo com Especialista é transmitido sempre às quartas-feiras, às 12h30. O programa é exclusivo para assinantes do UOL Economia+. Assista ao vídeo abaixo:

Confira algumas perguntas respondidas pelo especialista

1) Como posso participar de um IPO? Vale a pena?

César Esperandio: IPO é a sigla em inglês para "Initial Public Offering", que vem a ser a primeira oferta pública de ações de uma empresa. Então, ao comprar uma ação, nessa oferta inicial, você se torna sócio de um pedacinho daquela companhia. Se você já é um investidor, recebe um comunicado sobre a oferta de uma determinada companhia que está estreando na Bolsa.

Para participar, ou seja, ter a chance de comprar essas ações que são oferecidas pela primeira vez, é preciso fazer uma reserva, por meio da plataforma "home broker" da sua correta, e preencher quanto quer gastar e o preço máximo que quer pagar pela ação. Então, quando acontece o IPO de uma empresa, se estabelece o preço daquela ação.

Mas atenção: antes de tomar qualquer decisão, é importante você avaliar diversos fatores, como a saúde financeira dessa empresa, os seus concorrentes, para entender o setor em que ela está inserida, e a destinação dos recursos captados por esta companhia, entre outros. Vale também recorrer a análises feitas por especialistas.

2) Tendo pouco dinheiro investido, é melhor diversificar ou colocar tudo num lugar só?

César Esperandio: Independente da quantidade de dinheiro que você tenha, o melhor é sempre diversificar. Nossos avós já falavam: "Não coloque todos os ovos numa cesta só". Nos investimentos, é a mesma coisa. A hora que você diversifica, minimiza muito os riscos.

Por exemplo: você comprou ações de uma empresa "x" e, em algum momento e por algum motivo, o preço desses papéis despensa. Você, que colocou todo o seu dinheiro nessas ações, verá uma depreciação do seu patrimônio de investimentos.

Isso vale para várias modalidades de investimento, inclusive de renda fixa. Todo e qualquer investimento não é isento de risco, mesmo o Tesouro Direto, que é considerado o mais seguro do país. Portanto, é sempre bom diversificar os investimentos. Diversificar é um preceito básico do mundo dos investimentos.

O Papo com Especialista é exclusivo para assinantes do UOL Economia+, uma plataforma de conteúdo destinada a todas as pessoas que queiram aprender a ganhar dinheiro com investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenham investido. Tudo apresentado de um jeito simples, com a credibilidade do conteúdo UOL.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.