PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Ações de lojas mais antigas na Bolsa perdem espaço; veja quais são

Exclusivo para assinantes UOL Economia+

Márcio Anaya

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/11/2020 04h00

As recomendações de ações de varejistas (lojas e mercados) ganharam um novo contorno recentemente. Segundo monitoramento feito pelo UOL Economia+, nomes mais antigos na Bolsa nesse segmento vêm perdendo espaço para outras representantes.

O acompanhamento desta semana mostra o ingresso do grupo Carrefour na lista de indicações, escolhido pela Terra Investimentos para substituir as Lojas Renner.

Outra companhia que passou a figurar na relação geral foi a Centauro, maior loja de artigos esportivos da América Latina, que integra o portfólio recomendado pela Guide Investimentos.

Em relatório, a Terra comenta o aumento de 73% no lucro do Carrefour no terceiro trimestre, frente a igual intervalo de 2019. "Os destaques ficaram por conta dos avanços de vendas e controle de custos, refletindo a resiliência do setor em um período marcado por incertezas ligadas à pandemia de covid-19", diz a instituição. "Outro ponto é a rede do Atacadão, que estabeleceu uma posição de liderança no segmento de e-commerce, com o lançamento de um marketplace [plataforma que reúne vendedores e consumidores] de comida."

No caso da Centauro, a Guide ressalta a continuidade do ritmo de expansão das lojas e a conversão da rede em um modelo cujo foco é melhorar a experiência de compra do cliente.

No curto prazo, diz a corretora, as plataformas de comércio online podem se beneficiar de uma aceleração na mudança de comportamento do consumidor, que tem adquirido mais produtos pela internet, em função das medidas de distanciamento social. "Nesse sentido, a Centauro se beneficia por possuir ampla atuação tanto no meio online como no físico."

Com as mudanças nas carteiras recomendadas, empresas com tradição no mercado de ações, como Pão de Açúcar e B2W Digital, ficaram de fora das escolhas feitas pelos especialistas. As exceções são Magazine Luiza e Via Varejo, que seguem como as principais apostas no setor - reunindo duas indicações cada.

Demais setores mostram pulverização

Nesta semana, os portfólios de ações indicados tiveram como característica uma grande diversidade de segmentos de negócio. Excluindo o varejo, os demais setores foram representados por, no máximo, duas companhias.

Em meio à distribuição dos ativos, chama atenção a movimentação de ações de construtoras, com as saídas de MRV e Eztec das seleções feitas pela Terra e pela Elite Investimentos, respectivamente.

A JHSF, em contrapartida, ingressou este mês na carteira da Mirae Asset Corretora e se mantém no rol de indicações há três semanas consecutivas. A empresa tem um perfil quase único, com foco no setor imobiliário de alta renda e atuando em segmentos que vão de shopping centers a gastronomia.

Confira aqui outros destaques e as carteiras completas de ações recomendadas nesta semana. Os códigos e preços dos papéis podem ser conferidos na página de cotações do UOL Economia.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.