PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Tesouro Direto cai 9% no ano e assusta investidor; saiba o que fazer

Exclusivo para assinantes UOL

Vinícius Pereira

Colaboração para o UOL

12/03/2021 04h00

Investidores de títulos do Tesouro Direto se assustaram após alguns papéis caírem quase 9% desde o início do ano. Os títulos são famosos entre os investidores mais conservadores, de renda fixa, e são conhecidos por ser uma das opções de menor risco. Segundo especialistas, os títulos do governo oscilaram devido a incertezas nas contas públicas brasileiras e ao aumento das taxas dos títulos dos Estados Unidos.

De acordo com cálculo feito pela Economatica, o retorno do Tesouro prefixado com juros semestrais, com vencimento em 2031, caiu 8,58% no acumulado de janeiro e fevereiro. Já o retorno do Tesouro IPCA 2035 caiu 3,66% no mesmo período. O Tesouro IPCA 2055 teve queda de 5,61% no rendimento desde o começo do ano. O cálculo leva em consideração o ajuste com o pagamento de rendimentos.

Os títulos atrelados à taxa Selic são os que apresentaram as menores quedas de retorno no ano, de 0,14% a 0,55%, dependendo da data de vencimento. Para quem ficou aflito com a queda do valor, especialistas ouvidos pelo UOL dizem o que fazer.