PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Banco ou corretora: onde é melhor investir? Economista compara

Conteúdo exclusivo para assinantes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/04/2021 04h00

Investidores —principalmente os iniciantes— costumam ter este dilema: usar o banco para investir, com a ajuda do gerente; ou abrir conta em uma corretora de valores? Onde vale mais a pena investir? Quais corretoras são mais confiáveis? O assunto foi comentado no Papo com Especialista, programa ao vivo e semanal do UOL Economia+.

O economista César Esperandio afirma que, ao investir via bancos, você está usando a corretora da instituição. "Embora os grandes bancos tenham melhorado bastante seus serviços, as corretoras têm fama de ter um leque maior de produtos de investimentos", afirma.

Será que vale a pena sair da comodidade do seu banco e ir para uma corretora? Assista ao vídeo abaixo para conferir a resposta.

O Papo com Especialista é transmitido sempre às quartas-feiras, das 12h30 às 13h30, na página inicial do UOL e do UOL Economia+. O programa é exclusivo para assinantes e, após a transmissão ao vivo, fica disponível para consulta.

Contar com recomendações de profissionais

Ainda que você queira manter seus investimentos no banco, o economista afirma que vale abrir uma conta em alguma corretora para fazer uma consulta das opções de investimentos disponíveis. É importante lembrar que a maioria das corretoras não cobra para o investidor abrir uma conta e essa abertura é feita pela internet.

Outro ponto importante: em geral, um banco disponibiliza papeis atrelados à própria instituição. Os grandes bancos, por serem sólidos e terem menos riscos de quebrar, acabam oferecendo papéis que pagam juros baixos aos investidores: CBDs que pagam 80% do CDI, por exemplo, são comuns.

Há a possibilidade de abrir conta na corretora atrelada ao banco. Nesse caso, há mais opções, mas é importante ficar atento às taxas.

Esperandio cita algumas corretoras, mas reforça que a avaliação deve ser pessoal. "Antes de escolher a corretora, vale fazer uma pesquisa em plataformas de avaliação, como a Reclame Aqui, e também conversar com pessoas que já utilizam o serviço", afirmou.

Sobre contar com assessorias de bancos digitais e de corretoras na hora de investir, o economista diz que ambas são válidas. Há também uma terceira via: os serviços oferecidos por casas de análises —uma delas é a Levante Ideias de Investimentos, parceira do UOL Economia+ para assinantes.

"Você pode contar com a expertise de todos esses profissionais do mercado, mas é importante também você estudar e ter um 'filtro' de conhecimentos, para tirar suas próprias conclusões e adaptar as recomendações para a sua própria realidade", declarou Esperandio.

Quer investir melhor? Receba dicas em seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido?

O UOL Economia+ tem uma newsletter que o ajuda nesse objetivo. Ao assinar a newsletter, você recebe de graça e semanalmente uma dica resumida sobre como aplicar melhor e com segurança seu dinheiro (abra este link, procure o título "UOL Economia+" e clique em "Cadastrar").

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.