PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

6 dicas para criar o hábito de investir todo mês

Conteúdo exclusivo para assinantes

Do UOL, em São Paulo

05/07/2021 04h00

O primeiro mandamento para quem quer se tornar um investidor é poupar. Falar é fácil, mas todo mundo sabe que isso exige um esforço. "O que o brasileiro faz quando sobra dinheiro? Ele gasta", afirmou Tito Gusmão, CEO e fundador da Warren, durante encontro do Guia Investidor UOL, série de eventos gratuitos e quinzenais do UOL Economia+, para quem quer aprender a cuidar do próprio dinheiro.

O pensamento de curto prazo induz a gastos que poderiam ser evitados e acaba não sobrando muita coisa para uma aplicação financeira, mas isso está mudando. "Tem muito investidor ainda mal investido ou que não investe ainda e vejo a tecnologia como aliada para trazer mais gente para os investimentos", disse Fabio Macedo, diretor comercial da Easyvest by Nubank. Veja abaixo o que você pode fazer para criar o hábito de investir.

1. Entenda o seu orçamento

Muita gente não sabe ao certo quanto gasta por mês e para onde vai esse dinheiro. "É fundamental ter esse controle. Serve planilha, app, caderninho", afirmou Macedo. Esse controle ajuda o investidor em potencial a fazer uma avaliação sobre os gastos e ter um raio-x da sua posição financeira.

2. Guarde dinheiro

Não precisa passar aperto para investir. O ideal é fazer uma reserva para isso. Antes do hábito de investir, vem o hábito de guardar dinheiro e isso demanda esforço que vai ser compensado depois.

"Diz a regra que você tem de poupar pelo menos 10% da sua renda. Precisa colocar como linha de despesa no orçamento", disse Tito Gusmão.

3. Quais gastos podem ser evitados?

O pensamento de curto prazo faz com que muita gente acabe gastando o que sobrou do salário no final do mês. Mas antes de cair na tentação, vale refletir sobre como esse dinheiro pode trabalhar para você no futuro. "A gente tem o pensamento de fazer o 'unboxing' do produto que comprou do que pensar na versão futura de si", afirmou Gusmão.

4. Defina objetivos

Para quando você precisa do retorno sobre os seus investimentos? Essa é uma reflexão importante na hora de colocar dinheiro em uma aplicação. Lembrando que quanto mais você investe e diversifica, mais você soma a sua reserva.

"As pessoas estão despertando para o comportamento de médio e longo prazo, esse processo de educação é constante", disse Fabio Macedo.

5. Acompanhe suas aplicações

Além de ajudar o investidor a entender o seu orçamento mensal, a tecnologia também contribui para o acompanhamento do dinheiro aplicado.

"A tecnologia é transformacional porque dá um controle maior e o investidor consegue olhar, diariamente, o quanto seu recurso está crescendo", disse Macedo. Mas não precisa ficar ansioso olhando para o aplicativo toda hora, afirmou.

6. Não tenha medo de perder

Da mesma forma que uma ação perde valor em um dia, no outro ela pode se recuperar e até acumular ganhos.

"A sensação de dor é muito maior e ele pode cair na armadilha de sair do mercado achando que é para especialistas", disse Macedo. O importante é não desistir de investir e, se for o caso, procurar opções que estejam de acordo com seu perfil de investidor.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.