PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Taleban no Afeganistão e outros 4 temas que podem afetar a Bolsa

Conteúdo exclusivo para assinantes

Carol Paiffer

Colaboração para o UOL, em São Paulo

17/08/2021 04h00

Acompanhe no Café com Mercado, do UOL, cinco notícias que podem movimentar o mercado nesta terça-feira (17).

1) Afeganistão - No domingo (15), o grupo extremista Taleban tomou Cabul, a capital do Afeganistão. O tema, junto com os dados ruins da China, movimentou a Bolsa na segunda.

Em declaração oficial, o presidente dos EUA, Joe Biden, afirmou que continuará retirando as tropas da região e que não é justo que norte-americanos lutem uma guerra que nem mesmo as forças afegãs estavam dispostas a lutar. O presidente também garantiu que qualquer ataque a cidadãos do país será respondido com força.

Com a instabilidade na região, os preços do petróleo chegaram a recuar mais de 4% na segunda.

O assunto pode continuar afetando as bolsas em todo o mundo ainda nesta terça (17).

2) Produção industrial nos EUA - Ainda na agenda internacional, o Fed, o Banco Central norte-americano, publica hoje a produção industrial dos EUA.

A indústria possui grande papel na economia do país e ajuda os investidores a criar perspectivas para o setor.

3) CPI da Covid - A CPI da Covid ouve nesta terça (17) o depoimento do auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, que teria redigido um relatório paralelo ao do Ministério da Saúde dimensionando pela metade as mortes provocadas pela covid-19.

Além disso, também será ouvido o ex-secretário de Saúde do Distrito Federal Francisco de Araújo Filho. No ano passado, ele chegou a ser preso e denunciado por organização criminosa, fraude à licitação e desvio de dinheiro público na aquisição de testes de covid-19.

Os depoimentos podem colocar mais lenha na fogueira do cenário político brasileiro e movimentar a Bolsa hoje.

4) Reforma eleitoral - Outro assunto que pode movimentar o cenário político no Brasil é a reforma eleitoral, que será votada nesta terça (17) na Câmara dos Deputados.

Dentre as principais mudanças, estão a formação de coligações para as eleições proporcionais (deputados e vereadores) e também a mudança na forma de contagem de votos em mulheres e negros para a distribuição do fundo partidário.

As alterações podem mexer com o cenário político para as eleições de 2022 e, por isso, movimentar o mercado nesta terça-feira (17).

5) Reforma do IR - Outro debate importante que volta para discussão na Câmara dos Deputados é a reforma do Imposto de Renda, que pode alterar as taxações de dividendos e Imposto de Renda das empresas.

Essas alterações afetam diretamente as decisões dos investidores e podem movimentar o mercado nesta semana.

O programa Café com Mercado é apresentado pela fundadora e presidente da Atom S.A., Carol Paiffer.

Conheça os recursos do serviço de orientação financeira UOL Economia+, para quem quer investir melhor.

Entre no grupo UOL Economia+ e receba notícias de investimento no WhatsApp.

Tem alguma dúvida ou sugestão? Fale com a gente: uoleconomiafinancas@uol.com.br

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE