PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Lucros da Petz disparam, mas ação cai mais de 10%; entenda por quê

Entenda por que a empresa teve bons resultados e mesmo assim as ações estão despencando - iStock
Entenda por que a empresa teve bons resultados e mesmo assim as ações estão despencando Imagem: iStock
Conteúdo exclusivo para assinantes

Lílian Cunha

Colaboração para o UOL, em São Paulo

06/05/2022 14h36

As ações da Petz (PETZ3) são uma das maiores quedas na Bolsa de Valores (B3) desta sexta-feira (6), mesmo após anunciar um lucro 57,7% maior no primeiro trimestre deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado.

O balanço de resultados foi anunciado ontem. A rede de lojas voltada a produtos para animais teve lucro líquido de R$ 21,1 milhões. Apesar disso, os papéis caíam 10,35%, a R$ 13,60, por volta das 14h (horário de Brasília)

Se a empresa teve bons resultados, por que as ações estão despencando na Bolsa? Especialistas ouvidos pelo UOL explicam e dizem se é hora de investir em Petz.

No acumulado do ano, as ações da Petz (PETZ3) têm desempenho negativo acumulado em 13,34%. Em 12 meses, o tombo é bem maior: 44,49%. Talvez seja isso que afasta os investidores de adquirir mais papéis da empresa — e, então, vendê-los, levando à baixa dos preços —, segundo os analistas.

"O resultado veio bom. Interessante que Lojas Renner (LREN3) e Alpargatas (ALPA4) — que também são do setor de varejo — soltaram resultados bons, mas sobem forte", diz Pedro Galdi, analista da Mirae Asset.

A Petz teve um crescimento de 14,1% nas vendas na comparação entre as mesmas lojas. Também inaugurou dez unidades, sendo sete fora de São Paulo.

Para o BTG, a ação é uma boa oportunidade, porque a Petz explora um mercado grande, de alto crescimento.

O banco recomenda a compra, acreditando que o papel pode chegar a até R$ 26 — que é o mesmo valor estimado pela XP Investimentos, que também aconselha que investidores adquiram a ação.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.