PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Méliuz tem prejuízo líquido de R$ 6,5 milhões, e mesmo assim ações disparam

Reprodução
Imagem: Reprodução
Conteúdo exclusivo para assinantes

Lílian Cunha

Colaboração para o UOL, em São Paulo

12/05/2022 16h03

Depois de divulgar resultados melhores que o esperado pelo mercado, a Méliuz (CASH3), empresa de cupons de desconto e cashback, é uma das ações mais valorizadas desta quinta-feira (12). Às 15h30 (horário de Brasília), o papel da companhia subia 7,88%, chegando a R$ 1,78.

Analistas no geral esperavam um balanço ruim para o primeiro trimestre de 2022. Mas não foi tanto assim, segundo eles. Para o BTG, a taxa de participação, ou o valor que a Méliuz cobra dos vendedores — também chamada de take rate ou taxa de comissão — veio mais alta do que a expectativa. A receita chegou a R$ 27 milhões, 62% mais alta do que no mesmo período do ano passado e 34% acima da média prevista.

Mas entre janeiro e março deste ano, a empresa teve prejuízo líquido de R$ 6,5 milhões, depois de um lucro de R$ 3 milhões nos três primeiros meses de 2021. Com esses resultados, vale a pena comprar ações da Méliuz? Veja o que dizem os especialistas ouvidos pelo UOL.

A ação da Méliuz já chegou a custar R$ 12. Desde a entrada da empresa para o mercado de ações, em novembro de 2020, os papéis da companhia já recuaram 87% desde o pico em julho de 2021. No acumulado do ano, a perda é de 50%.

Se as ações da Méliuz recuaram tanto neste ano, por que ela está em alta agora?

"A empresa cresceu muito mais forte desde o IPO [abertura de capital], tendo aprimorado sua equipe, concluído diversas aquisições e fusões e construído um caixa de R$ 504 milhões (39% de seu valor de mercado)", declara o BTG, em relatório sobre a Méliuz.

Por isso, o banco recomenda a compra da ação e afirma que a Méliuz tem um plano para aumentar a lucratividade nos próximos dois anos.

Para a XP, que aposta num preço de até R$ 8 para a ação, a recomendação também é de compra — já que, na opinião da instituição financeira, o mecanismo de cupons e cashback da Méliuz é uma arma para que os varejistas se defendam da concorrência agressiva atual. Assim, acredita-se que a Méliuz tem ainda espaço para crescer.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.