PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Compra da Unidas pela Localiza vai sair: como investir? Qual o risco?

Divulgação
Imagem: Divulgação
Conteúdo exclusivo para assinantes

Lílian Cunha

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/06/2022 04h00

Em setembro de 2020, as empresas de locação de veículos Localiza (RENT3) e a Unidas (LCAM3) fecharam um acordo de fusão. As ações da Unidas seriam incorporadas pela Localiza. Mas por conta de imposições feitas pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para evitar monopólios no setor, o negócio só será concretizado no dia 1º de julho de 2022, conforme anunciaram as empresas ontem.

As ações da Unidas deixarão de ser negociadas na B3 dessa data. Hoje, Unidas tinha alta de 3,01%, valendo R$ 23,29, por volta de 15h20. Localiza era negociada no mesmo horário com valorização de 1,53%, a R$ 51,23.

A fusão entre Localiza e Unidas foi aprovada pelo Cade no fim do ano passado, mas o órgão determinou que 49 mil veículos da Unidas fossem vendidos. Ontem, ficou acertado que a gestora canadense Brookfield, que controla a locadora de veículos concorrente, a Ouro Verde, será a compradora dos automóveis. O objetivo do Cade foi diminuir o tamanho da nova empresa para evitar uma concentração muito grande de mercado.

O que acontece com quem tem as ações?

Os acionistas da Unidas receberão para cada ação da companhia 0,44682380 ação de Localiza, mais um dividendo de cerca de 80 centavos por ação, ainda a ser pago, explica Leonardo Oliveira, analista de investimentos. De acordo com o fechamento de quarta-feira (22), o valor a ser recebido é de R$ 22,54 por ação, conforme calcula Oliveira. As ações da Unidas fecharam o pregão a R$ 22,61.

E é hora de vender?

"É mais interessante manter as ações até a combinação dos dois negócios", diz Alexandre Kogake, analista da Eleven, em documento para acionistas.

Ele explica que as eventuais frações adicionais de ações da Localiza devidas aos acionistas da Unidas serão agrupadas. Em seguida, serão vendidas no mercado, e os valores conseguidos na venda serão pagos proporcionalmente às participações acionárias, já líquidos de taxas.

Como vai ser a nova empresa?

"A Unidas, para atender o Cade, vendeu 25% de sua frota total. Ainda é cedo para dizer se isso irá impactar de forma relevante os resultados da companhia, tendo em vista que, com a unificação dos negócios, haverá uma intersecção dos pontos de venda, que deverá ser trabalhada pela empresa", analisa Oliveira.

Para a Eleven, é uma boa comprar ações da Localiza. A empresa estipula um preço alvo de R$ 74 para os próximos 12 meses.

Mas Pedro Serra, chefe de pesquisas da Ativa Investimentos, lembra de um ponto importante: a nova empresa vai enfrentar logo de início um grande problema, a falta de carros no mercado, provocada pela escassez de autopeças.

"A venda de seminovos esta indo bem por conta disso e a empresa se beneficia. Mas vai ter dificuldades para renovar a frota", lembra o analista. No longo prazo, porém, ele acredita que a ação é uma boa compra pois os novos negócios de assinaturas de carro e o de gestão de frotas podem trazer ganhos para a companhia.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.