PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Invisto para me aposentar em 23 anos; como não perder tudo com a inflação?

Está investindo para se aposentar? Veja onde aplicar o seu dinheiro para fugir da inflação - Getty Images/iStockphoto
Está investindo para se aposentar? Veja onde aplicar o seu dinheiro para fugir da inflação Imagem: Getty Images/iStockphoto
Conteúdo exclusivo para assinantes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/06/2022 04h00

Investe para a sua aposentadoria, com um horizonte de mais de 20 anos? Onde aplicar o seu dinheiro para fugir da inflação e proteger o seu poder de compra lá na frente? No Papo com Especialista, programa ao vivo do UOL, a planejadora financeira e investidora Viviane Ferreira mostra alguns títulos públicos e privados apropriados para este objetivo, para além da previdência privada tradicional.

"É fundamental que boa parte desse investimento tenha proteção da inflação, para que a sua aposentadoria dê certo lá na frente", afirma.

Leia a explicação dela e assista abaixo ao trecho do programa. O Papo com Especialista é um tira-dúvidas sobre investimentos exclusivo para assinantes e é transmitido quinzenalmente, às quintas-feiras, das 15h às 16h.

Tesouro IPCA+ é opção excelente

Para Viviane, neste caso, investir em títulos do Tesouro IPCA+ é uma "opção excelente". "Ao investir agora, você já trava a rentabilidade contratada, que é a do IPCA do período mais o bônus fixo", diz. O Tesouro IPCA+ é um título público, emitido pelo Tesouro Direto.

Por exemplo, na plataforma do Tesouro Direto, um título do Tesouro IPCA+ 2045 paga a inflação do período (23 anos) mais 5,74% ao ano. "Você já trava essa rentabilidade por todos esses anos. É uma taxa interessante", afirma.

Segundo ela, esse mesmo tipo de título estava sendo vendido há dois anos, pagando IPCA mais 3% ao ano. Vale ressaltar que as condições de investimentos citadas aqui são referentes ao dia 2 de junho. As taxas podem variar de um dia para o outro.

Títulos privados têm mais risco

Existem outros tipos de investimento que protegem o seu dinheiro da inflação no longo prazo. São os títulos privados.

Segundo Viviane, são títulos emitidos por bancos e instituições financeiras e ligados ao IPCA+, como CRA (Certificado de Recebíveis do Agronegócio) e CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários), isentos de Imposto de Renda.

Para o longo prazo, outros títulos indicados são as debêntures, estas emitidas por empresas privadas.

"As debêntures são títulos emitidos por empresas privadas para captar dinheiro no mercado diretamente com o investidor. Já as debêntures incentivadas são isentas de Imposto de Renda, e são incentivadas porque são de setores da economia ligados à infraestrutura. Para o governo incentivar esse tipo de desenvolvimento, ele isentou essas debêntures de pagar o Imposto de Renda", diz.

Por serem empresas privadas, o risco para o investidor é maior, pois elas não têm a mesma segurança que o governo dá. Por isso, elas precisam pagar uma rentabilidade maior.
Viviane Ferreira, planejadora financeira e investidora

Viviane diz, no entanto, que o investidor deve sempre analisar os emissores desses títulos, checando até sua classificação de segurança.

Papo com Especialista é quinzenal

O programa Papo com Especialista é transmitido às quintas-feiras, quinzenalmente, das 15h às 16h, na página inicial do UOL, no UOL Economia e no UOL Investimentos, e é exclusivo para assinantes. Reveja programas anteriores aqui.

Você pode enviar perguntas ao Papo pelo e-mail uoleconomiafinancas@uol.com.br —elas podem ser respondidas no programa.

Quer investir melhor? Receba dicas em seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido?

A página de investimentos do UOL tem uma newsletter gratuita que o ajuda nesse objetivo. Ao assinar, você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pelo analista Rafael Bevilacqua, da casa Levante Ideias de Investimentos. Com essa newsletter, você vai aprender a investir e entender o que está acontecendo com o mercado.

Além da newsletter diária, você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor e com segurança seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita de investimentos do UOL, é só clicar aqui.

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envie sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.