IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Como eu tiro dinheiro de poupança, Tesouro e CDB? Pago imposto ao sacar?

Poupança, Tesouro Selic e CDBs com liquidez diária: veja como pagar Imposto de Renda nestes investimentos - Getty Images
Poupança, Tesouro Selic e CDBs com liquidez diária: veja como pagar Imposto de Renda nestes investimentos Imagem: Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/08/2022 04h00

Poupança, Tesouro Selic e CDB (Certificado de Depósito Bancário) são alguns dos investimentos preferidos por quem está começando a guardar parte de sua renda. Mas, mesmo assim, há dúvidas sobre saque, pagamento de Imposto de Renda e rendimento.

No Papo com Especialista, programa ao vivo do UOL, a planejadora financeira Vivian Rodrigues explica como funciona a questão do pagamento de Imposto de Renda na caderneta e em outras aplicações similares, como Tesouro Direto e CDB com liquidez diária. Ela fala também como o saque do dinheiro deve ser feito nos três casos.

Leia abaixo a análise da planejadora financeira e assista ao trecho do programa de 28 de julho. O Papo com Especialista é um tira-dúvidas sobre investimentos exclusivo para assinantes e é transmitido semanalmente, às quintas-feiras, das 16h às 17h. Para também ter sua dúvida respondida no programa, envie sua questão para o Papo pelo email uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Como sacar seus investimentos

Na poupança, o saque pode ser feito a qualquer momento. "Você pode sacar qualquer valor. Não precisa ser o valor total que tem lá na poupança", diz Vivian.

No entanto, o rendimento só é creditado na data de aniversário (dia em que você fez o primeiro depósito). Ou seja, se você sacar antes de 30 dias, perde todo o rendimento do período. Se você fizer um novo investimento em outro dia do mês, uma nova data de aniversário é criada - e o rendimento só vem daqui a 30 dias.

Nos títulos do Tesouro Selic e de CDBs com liquidez diária, você pode também pedir o resgate do dinheiro a qualquer momento. "Dependendo do título, ele faz um pequeno ajuste de valores na hora do saque. Por exemplo: você quer sacar R$ 1.000, mas o título só permite que você saque R$ 1.050", diz.

Poupança é isenta de Imposto de Renda

Na poupança, você não paga Imposto de Renda.

Já nos títulos do Tesouro Selic e CDBs com liquidez diária, sim. "No momento do resgate, esses são dois produtos que têm cobrança de Imposto de Renda em cima da rentabilidade", afirma.

Se você investir R$ 10 mil e, após um determinado tempo, o valor passar para R$ 11 mil, você pagará Imposto de Renda em cima dos R$ 1.000 (rentabilidade daquele investimento), no momento do saque.

Segundo Vivian, a cobrança de Imposto de Renda é feita automaticamente, você não precisa fazer nada. Quando você saca o dinheiro, a própria instituição já faz o desconto do Imposto de Renda. O que cai na sua conta é o valor líquido.

Essa taxa vai reduzindo conforme o tempo em que o investimento estiver lá. Chega ao patamar mínimo após dois anos. Veja abaixo qual é a taxa de imposto de renda cobrada sobre o rendimento para esses investimentos:

  • 22,5% para aplicações com prazo de até 180 dias;
  • 20% para aplicações com prazo de 181 até 360 dias;
  • 17,5% para aplicações com prazo de 361 até 720 dias;
  • 15% para aplicações com prazo acima de 720 dias.

Papo com Especialista é semanal

O programa Papo com Especialista é transmitido às quintas-feiras, semanalmente, das 16h às 17h, na página inicial do UOL, no UOL Economia e no UOL Investimentos, e é exclusivo para assinantes. Reveja programas anteriores aqui.

Você pode enviar perguntas ao Papo pelo email uoleconomiafinancas@uol.com.br —elas podem ser respondidas no programa.

Quer investir melhor? Receba dicas em seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido?

A página de investimentos do UOL tem uma newsletter gratuita que o ajuda nesse objetivo. Ao assinar, você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pelo analista Rafael Bevilacqua, da casa Levante Ideias de Investimentos. Com essa newsletter, você vai aprender a investir e entender o que está acontecendo com o mercado.

Além da newsletter diária, você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor e com segurança seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita de investimentos do UOL, é só clicar aqui.

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envie sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.