Bolsas

Câmbio

Alemanha é contrária a novos planos de estímulo fiscal do G20

Xangai, 26 Fev 2016 (AFP) - A Alemanha é contrária que os países do G20 se comprometam com em planos de reativação fiscal para estimular a economia mundial, afirmou nesta sexta-feira o ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schäuble, abrindo a porta para um desacordo com os Estados Unidos.

As tentativas de impulsionar a atividade econômica flexibilizando especialmente a política monetária podem ser contraprodutivas, enquanto que os estímulos fiscais perderam sua eficácia, segundo Schäuble, pouco antes de um encontro das grandes economias do G20 na cidade chinesa de Xangai.

Em um contexto de agravamento da conjuntura mundial, o Banco Central Europeu (BCE) parece querer atuar com mais força, o Federal Reserve (BC americano) duplicou sua prudência depois de subir suas taxas no fim de 2015 e o Banco do Japão (BoJ) adotou taxas negativas na esperança de estimular o crédito.

"Os novos planos de reativação apenas nos distraem das tarefas reais nas quais devemos nos aplicar. As políticas monetárias são muito acomodatícias a ponto de poderem ser contraprodutivas, diante de seus efeitos negativos", explicou durante um seminário no Instituto Internacional de Finanças em Xangai.

bfc-jug/ple/tjc/cn

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos