PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

EUA: 20 grupos automotores estabelecem sistema de freios de emergência para 2022

17/03/2016 19h11

Nova York, 17 Mar 2016 (AFP) - Vinte das principais automotoras do mundo, incluindo a General Motors, a Toyota e a Volkswagen, conseguiram um acordo para equipar no futuro seus veículos com um sistema de freio automático de emergência para reduzir acidentes.

Segundo uma nota da agência de segurança de tráfego dos Estados Unidos(NHTSA) divulgada nesta quinta-feira, os veículos que circularem por rodovias americanas a partir de 1 de setembro de 2022 deverão ser equipados com uma tecnologia chamada AEB (Frenado Automático de Emergência).

Este sistema de assistência ao motorista ajudará a evitar acidentes a tomar o controle do pedal de freio e minimizará a gravidade do impacto quando a colisão for inevitável, disse a NHTSA.

O sistema AEB dispõe de sensores como radar, câmeras e lasers que detectam os movimentos de todo o veículo e podem alertar o motorista de um perigo iminente. Isso pode ativar os freios se o motorista não reagir com rapidez.

De acordo com a organização IIHS, financiada pela indústria de seguros, com o equipamento de tecnologia AEB nos veículos três anos antes da entrada em vigor de uma lei específica, os grupos de automóveis ajudarão a evitar 28.000 acidentes de trânsito que poderão gerar 12.000 feridos.

"Esta é uma vitória para a segurança viária e para os consumidores", afirmou Anthony Foxx, ministro de Transporte americano, citado no comunicado.

As vinte fabricantes representam 99% dos veículos vendidos nos EUA.

lo/chr/llu/dg/cc

VOLVO AB

FUJI HEAVY INDUSTRIES

NISSAN MOTOR

TOYOTA MOTOR

GENERAL MOTORS

FORD MOTOR

KIA MOTORS

HYUNDAI MOTOR

TESLA MOTORS

MAZDA MOTOR

VOLKSWAGEN

FIAT CHRYSLER AUTOMOBILES