China anuncia maior corte no valor do yuan desde agosto

Pequim, 4 Mai 2016 (AFP) - O Banco Central da China (PBOC) reduziu nesta quarta-feira (4) em quase 0,6% o nível de referência do yuan frente ao dólar, a queda diária mais expressiva desde a desvalorização de agosto de 2015.

O PBOC estabeleceu o valor do yuan --também conhecido como renminbi-- em 6,4943 yuans por cada dólar, uma queda de 0,59% na comparação com o nível de referência de terça-feira (6,4565), segundo o Foreign Exchange Trade System.

A China permite uma margem de aumento ou redução diária de sua moeda de 2% como máximo na comparação com o preço estabelecido no início da sessão.

Tendência de desvalorização


Em agosto, a China surpreendeu o mercado com uma desvalorização de 5% em relação ao dólar, decisão considerada uma medida de apoio aos exportadores.

Apesar de a China controlar a convertibilidade de sua divisa, o renminbi está submetido desde 2015 a uma intensa pressão de baixa, em um contexto de temores sobre a economia do país e de fugas de capitais.

A redução desta quarta-feira reflete em parte a recente valorização do dólar nos mercados mundiais, mas também ilustra a intenção de Pequim de permitir a flutuação com mais liberdade de sua divisa, tanto de alta como baixa, seguindo a demanda dos investidores.

Chinês cria seu próprio robô; e ele é a cara da Scarlett Johanson

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos