Pais britânicos dão mais dinheiro aos filhos do que às filhas

Londres, 3 Jun 2016 (AFP) - A discriminação salarial começa com o dinheiro que os pais dão aos filhos, como é possível deduzir de um estudo divulgado nesta sexta-feira e que conclui que os meninos britânicos recebem uma mesada maior que as meninas.

De acordo com o relatório divulgado pelo banco Halifax, "os garotos recebem significativamente mais dinheiro que as garotas".

Na média, os britânicos com idade entre 8 e 15 anos recebem 6,93 libras (10 dólares, 8,97 euros) por semana, enquanto as britânicas da mesma faixa etária recebem em média £ 6,16, ou seja, uma diferença de 12%.

Paradoxalmente, e apesar de mais beneficiados, os garotos são mais propensos a acreditar que deveriam ganhar mais do que recebem (44% contra 39%).

De acordo com o Escritório Nacional de Estatísticas (ONS, organismo oficial), a diferença salarial entre homens e mulheres no Reino Unido é de 9,4% para os salários de tempo integral.

O estudo do Halifax reflete ainda o melhor momento da economia britânica, pois as semanadas registram o maior nível em nove anos, a 6,55 libras (8,5 euros, 9,45 dólares), um valor que não era observado desde 2007, antes da crise.

Como era esperado, pelo nível de renda e custo de vida, os jovens de Londres são os que mais recebem, 8,21 libras (11,84 dólares, 10,62 euros) em média por semana.

O estudo consultou 1.202 pessoas de 8 a 15 anos, assim como 575 pais.

Para o Halifax, este pagamento é "uma ferramenta fantástica para conhecer o valor do dinheiro desde cedo".

De acordo com a instituição, meninos e meninas cada vez mais economizam seu dinheiro: quatro em cada cinco guardam parte do que recebem a cada semana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos