Bolsas

Câmbio

EUA multam banco Morgan Stanley por roubo de dados de clientes

Washington, 8 Jun 2016 (AFP) - O banco americano de investimento Morgan Stanley terá que pagar 1 milhão de dólares por sua ineficiência em proteger os dados de cerca de 730.000 clientes, informou nesta quarta-feira a comissão reguladora do mercado financeiro (SEC).

A SEC disse que o banco não restringiu adequadamente o acesso de seus funcionários a dados confidenciais dos clientes. Muitos desses dados foram acessados por um ex-funcionário e depois foram vendidos na internet.

A comissão afirmou que o funcionário Galen March acessou dados confidenciais entre 2011 e 2014, e os transferiu a um servidor instalado na sua casa.

Depois disso, segundo a SEC, "provavelmente um terceiro" hackeou esse servidor de Marsh, pegou os dados e os pôs à venda na internet.

Quando o caso veio à tona no começo de 2015, o banco disse que não havia provas de seus clientes terem sido prejudicados pelo roubo de dados.

Marsh foi condenado pelo roubo e condenado a 36 meses de liberdade condicional, além de ser obrigado a pagar 600.000 dólares como restituição.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos