Venezuela se prepara para cobrar em dólares a turistas estrangeiros

Caracas, 9 Set 2016 (AFP) - A seca de divisas e a crise econômica vivida pela Venezuela têm feito que o dólar, monopólio do governo, comece a ser meio de pagamento, embora apenas para os escassos turistas estrangeiros.

O luxuoso hotel Eurobuilding de Caracas tem aceitado a moeda americana desde junho em um teste piloto nacional enquanto que na ilha caribenha de Margarita, a que maior receptora de turistas, os grandes hotéis aceleram os trâmites para aplicar a norma por iniciativa do governo de Nicolás Maduro, asfixiado pela queda dos preços do petróleo e, consequentemente, pela escassez de divisas.

Alguns hotéis da 'Perla del Caribe' já contam com as permissões e,tutelados pelo governo, outra dezena os estão administrando para começar a fazer cobranças em dólares.

Embora a transição pareça fácil, em um país que há 13 anos controla rigorosamente o câmbio, começar a cobrar em dólar envolve uma complexo engrenagem para bancos e companhias turísticas.

Segundo os últimos dados publicadas pelo governo, cerca de 1 milhão de estrangeiros visitaram a Venezuela em 2014.

Se esses visitantes ficarem uma semana no país, gastando, como estima o governo, 100 dólares diários, as receitas poderiam chegar a 1 bilhão de dólares por ano. Só as dívidas comercias da Venezuela chegam a 12,500 bilhões de dólares, o que leva muitos analistas a acreditar que a medida terá pouco impacto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos