Bolsas

Câmbio

UE pressiona para evitar grande aumento de capitais para bancos

Luxemburgo, 11 Out 2016 (AFP) - Os ministros das Finanças da União Europeia intensificaram nesta terça-feira a pressão para evitar que os bancos europeus sejam obrigados a aumentar de maneira significativa seus capitais, no âmbito das novas regras de Basileia.

"Não queremos regras que, sob o pretexto de se apresentarem como igualitárias para todos os bancos do mundo, criem uma disparidade que seria negativa para os bancos europeus", declarou o ministro das Finanças francês, Michel Sapin, ao fim de uma reunião dos 28 autoridades europeias do setor em Luxemburgo.

O Comitê da Basileia, regulador internacional dos bancos, prepara novas regras para antes do final do ano com o objetivo de reduzir a exposição do setor bancário mundial a eventuais riscos.

Estados Unidos e UE divergem sobre o mínimo de capitais com os quais as entidades bancárias podem contar para se proteger em caso de crise.

Washington defende um método de cálculo padrão desses fundos para todos os bancos do mundo, enquanto os europeus pedem um procedimento adaptado às características de cada banco.

"Pensamos que não seria um tratamento justo e equilibrado", ressaltou o encarregado alemão das Finanças, Wolfgang Schäuble.

Embora o comissário europeu de Serviços Financeiros, Valdis Dombrovskis, não tenha dado um número exato, já que as negociações na Basileia continuam, fontes europeias informaram que os bancos podem ter que fazer frente a um aumento de até 25% de seus capitais.

A nova regulamentação não deve contar "com aumentos significativos do ponto de vista do capital, porque isso poderá ter consequências nos fluxos de financiamento, nos fluxos de empréstimo" sobretudo na Europa, disse o ministro da Economia espanhol, Luis de Guindos.

Acima de 5%, o aumento seria muito "significativo", afirmou Michel Sapin, para quem a "Alemanha e outros países europeus" compartilham a postura francesa.

Os ministros pediram à Comissão Europeia que lhes informe sobre o desenvolvimento dos trabalhos conhecidos como "Basileia III", iniciados em 2010 após a crise das hipotecas subprimes.

bur-tjc.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos