Facebook admite novos erros em suas medições de audiência

San Francisco, 16 Nov 2016 (AFP) - O site de relacionamentos Facebook admitiu nesta quarta-feira ter cometido erros na medição de audiência de vários conteúdos difundidos em sua rede, e reconheceu que foram superestimadas com frequência, anunciando medidas para resolver o problema.

Esta é a segunda vez em poucos meses que a rede social enfrenta este tipo de problema. No fim de setembro, o Facebook reconheceu que durante dois anos deu cifras de duração média de assistência de vídeos entre 60% e 80% maiores.

Desta vez, a rede indicou, por exemplo, que desde maio seus dados relacionados com sete de 28 dias para a audiência das "páginas" (criadas por empresas ou marcas) esqueceram de "desduplicar" as pessoas que as acessaram várias vezes nestes períodos.

Assim que a correção for feita, o número de visitantes poderia cair entre 33% e 55%.

O Facebook também admitiu ter calculado entre 7% e 8%, em média, desde agosto, o tempo dedicado aos artigos publicados por editores de jornais usando sua ferramenta Instant Article.

Entre outras medidas, optou por uma definição mais estrita da assistência de anúncios pagos que aparecem nos feeds de notícias de seus usuários, o que deveria reduzir, em média, 20% as cifras de audiência que proporciona aos anunciantes.

Mas a rede social assegurou, ao contrário, ter estimado por baixo o número de pessoas que assistem a vídeos completos na rede. O número de "vídeos 100% vistos" deveria, consequentemente, aumentar 35%.

O Facebook assegurou que não se apoia nestes dados equivocados para fixar os preços dos anúncios em sua rede.

As medições de audiência são importantes para os anunciantes ou empresas que buscam avaliar o impacto de suas campanhas, e a rede social, que obtém a maior parte de seus ganhos com publicidade, e tem interesse em manter a confiança como fornecedor de estatísticas confiáveis.

soe/lo/are/ll/yow/mvv

FACEBOOK

NIELSEN HOLDINGS

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos