Bolsas

Câmbio

Perspectiva da dívida dos EUA é estável, mas déficits vão aumentar, adverte Fitch

Washington, 30 Nov 2016 (AFP) - Os déficits e a dívida dos Estados Unidos vão provavelmente aumentar durante o mandato de Donald Trump, mas não há risco imediato para a nota de risco outorgada ao país, declarou nesta quarta-feira a agência de classificação de risco Fitch.

Espera-se que o presidente eleito Donald Trump, cujo Partido Republicano controla ambas as casas do Congresso, corte impostos, aumente os gastos em infraestruturas e flexibilize as regulamentações, favorecendo um crescimento de curto prazo, prevê a Fitch em um comunicado.

No entanto, a agência adverte que Trump apresenta o risco do protecionismo, que pode afetar a economia a médio prazo.

O crescimento da dívida em 2018 pode aumentar a pressão para a obtenção de crédito, mas os Estados Unidos devem manter seu rating AAA devido a uma "flexibilidade financeira sem precedentes".

As reduções de impostos previstas deverão permitir um crescimento de 2,2% em 2017, embora a incerteza política possa afetar o aumento do investimento empresarial.

"O panorama político é incerto nesta fase inicial, com um Congresso potencialmente mais rigoroso em relação ao déficit fiscal", prevê Fitch.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos