Bolsas

Câmbio

Kremlin critica acusações dos EUA sobre ciberataques eleitorais

Tóquio, 16 dez 2016 (AFP) - As declarações da Casa Branca acusando a Rússia de ter perturbado as eleições presidenciais dos Estados Unidos através de ciberataques contra contas de e-mail são "indecentes", considerou nesta sexta-feira o porta-voz do Kremlin, Dimitri Peskov.

Em relação à suposta responsabilidade de Moscou nestas ações de hackers, "eles precisam parar de falar sobre isso ou finalmente apresentar algum tipo de prova. Caso contrário, isso parece extremamente indecente", declarou aos jornalistas durante uma visita do presidente Vladimir Putin a Tóquio.

A Casa Branca relacionou na quinta-feira Putin com os ciberataques que podem ter influenciado nas eleições que resultaram na vitória de Donald Trump, e inclusive o presidente Barack Obama prometeu represálias.

Segundo os meios de comunicação americanos, pessoas relacionadas ao governo russo entregaram ao site especializado em vazamentos WikiLeaks e-mails hackeados das contas do ex-diretor de campanha da candidata democrata Hillary Clinton, John Podesta, e do Partido Democrata, entre outros.

A Rússia já negou em várias ocasiões as suspeitas contra ela e denunciou acusações "gratuitas", "não profissionais" e "infundadas na menor informação ou prova".

Por sua vez, Trump insinuou novamente na quinta-feira que a Casa Branca tem intenções partidárias ao acusar a Rússia de entrar na origem dos ciberataques contra sua rival democrata.

pool-mp-pop/kat/pt/ra-me/app/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos