EUA: VW chega a acordo por veículos a diesel de 3 litros adulterados

San Francisco, 21 dez 2016 (AFP) - A Volkswagen (VW) deverá pagar cerca de 1 bilhão de dólares no acordo anunciado nesta terça-feira para indenizar os donos dos últimos 80.000 automóveis com dispositivos para fraudar o o controle de emissões de poluentes.

Essa quantia cobrirá a recompra, reparação e cancelamento dos leasing de automóveis a diesel de 3 litros, além de incluir 225 milhões de dólares para mitigar a poluição, disse Cynthia Giles, diretora da agência ambiental dos Estados Unidos (EPA)

No final de outubro, uma corte americana estipulou a indenização recorde de 15 bilhões de dólares, que abarcava quase meio milhão de veículos a diesel de 2 litros equipados com esse programa.

O plano anunciado nesta terça-feira ainda precisa ser autorizado pela Justiça e será aplicado aos carros a diesel de 3 litros, incluídos os Porsche e Audi, também fabricados pela VW e que não estavam incluídos no acordo inicial.

Um funcionário do departamento de Justiça disse que o processo penal segue em curso e que o acordo também não encerra as ações dos proprietários de automóveis.

Na véspera, VW e Canadá concluíram outro acordo sobre o mesmo problema, que custará 1,6 bilhão de dólares ao grupo alemão.

VW admitiu em setembro de 2015 que equipou 11 milhões de carros diesel - sendo 600 mil nos Estados Unidos - com dispositivos que os faziam parecer menos contaminantes do que a realidade.

Segundo os Estados Unidos, alguns destes carros emitiam até 40 vezes mais poluentes do que o permitido.

O Procurador-Geral Adjunto John Cruden destacou que o acordo desta terça é "outro passo significativo para que a Volkswagen seja responsabilizada por enganar os americanos".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos