Bolsas

Câmbio

EUA voltam a colocar site Alibaba na lista negra de falsificadores

Washington, 22 dez 2016 (AFP) - Os Estados Unidos voltaram a incluir nesta quarta-feira o revendedor do gigante chinês do comércio eletrônico Alibaba, Taobao, em sua lista negra de "mercados com notória reputação" de vender bens falsificados e por violar os direitos de propriedade intelectual.

Os serviços do representante especial de Comércio Exterior americano (USTR), que há quatro anos haviam retirado o Alibaba de sua lista anual, acabam de incluir a plataforma Taobao, acusado de não ser rigoroso no controle de vendas de produtos falsos e pirateados.

"A plataforma de comércio eletrônico Taobao.com é motivo de grande inquietude pelo importante volume de bens suspeitos de ser falsificados ou pirateados e as dificuldades que enfrentam os donos dos direitos de propriedade intelectual quando querem se opôr às vendas e ofertas ilícitas dos produtos", disse o organismo americano.

Apesar da inclusão na lista negra não implicar multas, ela afeta a imagem do Alibaba depois de a empresa ter se empenhado para melhorá-la, aumentando suas vendas internacionais.

Alibaba disse que estava "decepcionada" pela decisão americana e argumentou que havia melhorado o controle sobre os bens vendidos em suas plataformas.

grf/mtp/tes/ggy/jb/tm/cc

ALIBABA GROUP HOLDING

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos