Bolsas

Câmbio

China quer reduzir capacidade de produção de carvão até 2020

Pequim, 31 dez 2016 (AFP) - A China quer reduzir em 800 milhões de toneladas sua capacidade anual de produção de carvão, de acordo com o plano de uma agência governamental revelado neste sábado pela imprensa estatal.

Paralelamente a esta redução da capacidade, a produção efetiva de carvão alcançará 3,9 bilhões de toneladas em 2020, em comparação com 3,75 bilhões em 2015, indicou a agência oficial de notícias Xinhua, citando um documento da agência oficial de planejamento do país asiático.

Estes objetivos buscam "melhorar a eficácia e as condições de segurança na produção de carvão", afirma a Xinhua, que sugere que as minas de pequena capacidade poderão ser as mais afetadas por esta redução.

A adaptação da oferta coincidirá com o claro estancamento da demanda: a segunda economia mundial queimará em 2020 cerca de 4,1 bilhões de toneladas de carvão, contra 3,96 bilhões no ano passado, de acordo com o plano governamental, um crescimento muito moderado.

O consumo energético chinês cresce 3% a cada ano, muito abaixo dos aumentos de 10% de anos atrás.

O carvão, do qual a China é a maior consumidora mundial, continua sendo indispensável para a economia, já que gera 60% da eletricidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos