Economista do Banco da Inglaterra assume erro em previsões sobre Brexit

Londres, 6 Jan 2017 (AFP) - As previsões econômicas estão em crise, reconheceu nesta sexta-feira o economista-chefe do Banco da Inglaterra, avaliando os erros de sua instituição na hora de prognosticar os efeitos da vitória do Brexit.

A economia britânica teve um melhor desempenho do que o esperado após o referendo de junho, embora os economistas prevejam que 2017 será mais difícil.

"É justo afirmar que a profissão está, até certo ponto, em crise", disse Andy Haldane em uma conversa na organização de análise Institute for Government, informou a agência britânica Press Association nesta sexta-feira.

O Banco da Inglaterra "havia previsto uma desaceleração mais forte da economia do que a que ocorreu, alinhado com a dos principais analistas macroeconômicos", acrescentou Haldane.

"Tudo continuou igual" na economia britânica. "O poder aquisitivo das pessoas não diminuiu materialmente durante o último ano", acrescentou.

A admissão do erro não lhe impediu de fazer previsões para este ano: "Poderá ser um pouco mais difícil para os consumidores que este ano".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos