Desemprego no Brasil sobe ao nível recorde de 12%

Rio de Janeiro, 31 Jan 2017 (AFP) - A taxa de desemprego no Brasil subiu a 12% no último trimestre de 2016, contra 11,9% no trimestre anterior, um nível recorde desde o início da atual forma de cálculo, em 2012, informaram nesta terça-feira fontes oficiais.

Os analistas consultados pela agência Gradual Investimentos apostavam, em média, em uma manutenção da taxa em 11,9%.

No quarto trimestre de 2015, o desemprego era de 9%. Sua piora, de 3%, ocorreu em um país que viveu seu segundo ano consecutivo de recessão econômica.

No fim de 2014, se situava em 6,5%, praticamente duplicando nestes dois anos.

No período outubro-dezembro de 2016 houve um total de 12,3 milhões de pessoas em busca de emprego no Brasil, 36% a mais (3,3 milhões de pessoas) que no mesmo período de 2015, disse o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Brasil registrou uma recessão de 3,8% em 2015 e as avaliações de 2016 são de uma contração do PIB de 3,5% (os resultados serão publicados em março).

O governo de Michel Temer lançou uma série de medidas de austeridade com a intenção de recuperar a confiança dos investidores para reativar a economia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos