Intel se reforça nos carros autônomos com a compra da israelense Mobileye

Jerusalém, 13 Mar 2017 (AFP) - O gigante americano dos microprocessadores Intel anunciou nesta segunda-feira a compra por mais de 15 bilhões de dólares do Mobileye, uma companhia israelense especializada em alta tecnologia para automóveis autônomos.

Trata-se de um valor recorde para a compra de uma empresa israelense por parte de uma companhia estrangeira.

A Mobileye, criada em 1999, é especializada em visão artificial aplicada a automóveis e em sistemas de anticolisão e de assistência à condução.

A companhia fechou numerosos acordos com fabricantes de automóveis, entre eles a alemã Volkswagen para desenvolver o tratamento de imagens em tempo real.

Intel e Mobileye já colaboram com a também alemã BMW para desenvolver veículos autônomos, ou sem motorista.

A BMW prevê lançar no segundo semestre de 2017 um frota de teste de 40 veículos autônomos produzidos com uma aliança assinada no ano passado com a Intel e a Mobileye.

A marca também quer produzir em série um veículo totalmente autônomo antes de 2021, o BMW iNext.

A Mobileye reivindica, por sua vez, a posição de líder de sistemas anticolisão graças a seus algoritmos, capazes de interpretar as informações proporcionadas por uma câmara.

A companhia é conhecida sobretudo por seu sistema que emite 'bips' quando um veículo se aproxima muito de outro, de um pedestre ou de uma moto, ou quando cruza inadvertidamente uma via com várias faixas de rodagem.

A operação de compra, de um valor aproximado de 15,3 bilhões de dólares (cerca de 14,3 bilhões de euros) segundo a Intel, permitirá "acelerar a inovação para a indústria do automóvel e coloca a Intel como um fornecedor líder de tecnologia no mercado dos veículos altamente ou totalmente autônomos".

A Intel estima que os sistemas de dados e serviços neste setor representarão em 2030 um mercado superior aos 70 bilhões de dólares.

O ministro israelense da Economía, Eli Cohen, festejou a compra. "Essa compra reflete a confiança na economia e nos cérebros israelenses", afirmou em declaração à rádio militar.

"O importante agora é que a produção [da Mobileye] permaneça em Israel, onde 300 empresas internacionais estão implantadas", acrescentou o ministro.

A Intel está muito presente em Israel desde a abertura em 1974 em Jaffa de seu primeiro centro de desenvolvimento.

Em abril de 2014, o grupo anunciou um investimento de 4,1 bilhões de euros para modernizar sua fábrica de microprocessadores em Kiryat Gat, no sul de Israel.

A segurança é um dos principais argumentos dos defensores do carro autônomo.

Segundo o estudo recente publicado na revista americana Science, o uso generalizado de veículos autônomos poderia eliminar até 90% o número de acidentes de trânsito.

Mas também traria dilemas éticos, como o de saber se o veículo deve sacrificar seus ocupantes para evitar um choque com pedestres, por exemplo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos