FMI: estímulo fiscal nos EUA pode acelerar aumento das taxas de juros

Washington, 18 Abr 2017 (AFP) - O corte de impostos e outros estímulos prometidos pelo presidente Donald Trump poderiam ampliar o déficit fiscal e alimentar a inflação nos Estados Unidos, o que exigiria acelerar o aumento das taxas de juros, afirma o Fundo Monetário Internacional (FMI).

A advertência do FMI coincide com a divulgação da estimativa de crescimento de 2,3% este ano e 2,5% em 2018 para a maior economia do planeta, um ritmo igual ao anunciado na edição de janeiro do relatório da instituição financeira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos