Petróleo fecha em alta

Nova York, 8 Mai 2017 (AFP) - O petróleo subiu nesta segunda-feira após uma avalanche de declarações da Opep e de seus aliados sobre futuros esforços para reduzir a oferta mundial.

O barril de "light sweet crude" (WTI) subiu 21 centavos, a 46,43 dólares, nos contratos para entrega em junho negociados em Nova York.

No mercado de Londres el barril de Brent para julho aumentou 24 centavos, a 49,34 dólares.

Em pouco menos de um mês, o petróleo caiu quase 13% em Nova York e tanto a Opep como seus sócios, entre eles a Rússia, procuraram convencer os mercados de que estão abertos a estender o corte da produção que começaram em janeiro e que deveria durar seis meses.

A Arábia Saudita, membro dominante da Opep, disse acreditar que o acordo será estendido para toda a segunda metade do ano e provavelmente um pouco mais, segundo agência de notícias Bloomberg.

Um comunicado do ministério do Petróleo do Kuwait disse que "há um consenso quase total para que o acordo se estenda por pelo menos seis meses".

A Rússia, cujas posturas costumam ser consideradas ambíguas, se declarou solidária com os planos da Opep.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos