FMI sanciona Venezuela por não prover dados econômicos

Washington, 3 Nov 2017 (AFP) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) sancionou a Venezuela nesta sexta-feira (3) por não providenciar dados econômicas, como é solicitado a todos os membros.

A sanção veio no mesmo dia em que o governo de Caracas anunciou uma reunião de credores em 13 de novembro para tentar restruturar a dívida externa, estimada em 150 bilhões de dólares.

A ação do FMI não acarretou penalidades financeiras, mas é outro sinal da deterioração das relações da Venezuela com o fundo.

O credor baseado em Washington, que monitora as economias de seus 189 membros, não consegue fazer a revisão anual da economia venezuelana há 13 anos.

O conselho do FMI disse em um comunicado que "continua com esperança de que a decisão incentive as autoridades venezuelanas a se comprometerem com o fundo, através de provisão de dados regular e a retomada das consultas do Artigo IV".

"Esse reengajamento beneficiaria a Venezuela e a comunidade internacional".

O FMI citou a falha no fornecimento de dados sobre as operações do instituto de Previdência Social, exportações e importações e outros indicadores econômicos fundamentais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos