Bolsas

Câmbio

Países ricos estão muito aquém em promessa climática de US$ 100 bilhões

Paris, 6 Nov 2017 (AFP) - Os países ricos estão muito aquém da sua promessa de fornecer US$ 100 bilhões por ano aos países em desenvolvimento até 2020 como parte do acordo climático de Paris, disse um relatório publicado nesta segunda-feira.

Dos US$ 111 bilhões investidos em tecnologias de energia limpa, apenas US$ 10 bilhões foram fornecidos por países ricos, de acordo com dados compilados pela organização de pesquisa Bloomberg New Energy Finance.

A promessa foi feita pela primeira vez em uma cúpula de Copenhague, em 2009, e confirmada pelos signatários do Acordo de Paris de 2015 para limitar o aquecimento global causado pelas emissões de gases de efeito estufa.

A ideia é que os US$ 100 bilhões previstos sejam um valor mínimo, e as nações deveriam estabelecer um novo objetivo até 2025.

A reunião de negociadores da ONU que começou nesta segunda-feira em Bonn, na Alemanha, busca descobrir como implementar o Acordo de Paris, que pretende manter o aquecimento global "bem abaixo de dois graus Celsius", em comparação aos níveis pré-industriais.

Mas o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, retirou seu país do acordo, e os analistas alertaram que outros líderes nacionais podem ter que batalhar para encontrar os fundos necessários para suas ambições.

Na segunda-feira, a agência de classificação de risco Standard and Poor's divulgou um relatório questionando de onde o dinheiro viria, citando a necessidade de que muitos países aumentem os orçamentos e os encargos de dívida para financiar suas promessas.

"Em nossa opinião, é muito improvável que os governos estejam dispostos ou sejam capazes de arriscar deteriorar sua credibilidade ao esticar seus orçamentos e encargos de dívidas para financiar os custos de implementação", escreveram os analistas.

A Bloomberg New Energy Finance disse, por outro lado, que os países em desenvolvimento precisam melhorar os quadros jurídicos para tornar os investimentos em energia limpa mais atraentes para investidores públicos e privados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos