Bolsas

Câmbio

Petróleo fecha em alta por tensões na Arábia Saudita

Nova York, 6 Nov 2017 (AFP) - O petróleo subiu em Nova York a seu valor mais alto desde julho deste ano em meio às tensões na Arábia Saudita, maior exportadora do mundo.

O barril de light sweet crude (WTI) para dezembro aumentou 1,71 dólares, a 57,35 dólares, no New York Mercantile Exchange.

Príncipes, ministros e homens de negócios foram presos depois de uma operação contra a corrupção liderada pelo poderoso príncipe herdeiro Mohammed ben Salmane.

"O príncipe está se afirmando. Está mais agressivo", disse Phil Flynn da Price Future Group.

"A Arábia Saudita é uma das mais fervorosas defensoras do acordo de redução (da oferta de petróleo). Se ele continuar no poder, temos certeza de que veremos uma extensão do acordo", acrescentou.

A Opep e outros grandes produtores, entre eles a Rússia, aplicam de janeiro deste ano até março do ano que vem um acordo de cortes na produção como forma de fazer os preços subirem.

A renovação do acordo deverá ser discutido na reunião da Opep que acontecerá no dia 30 de novembro em sua sede de Viena.

Essa tensão na Arábia Saudita cresceu nesta segunda-feira, quando Riad acusou o Irã, também sócio da Opep, de estar por trás de um disparo de míssil sobre o aeroporto da capital saudita que chegou a ser interceptado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos