Chinesa Okay Airways encomenda cinco Boeing Dreamliners por US$ 1,4 bi

Pequim, 23 Nov 2017 (AFP) - A Boeing e a principal companhia aérea privada chinesa, a Okay Airways, fecharam uma encomenda por 1,4 bilhão de dólares de cinco jatos Dreamliner, anunciaram as duas empresas nesta quinta-feira.

A compra dos cinco aviões de longo alcance 787-9 pela companhia aérea de Pequim foi assinada nos Estados Unidos, na quarta-feira, e anunciada nesta quinta nas contas oficiais das empresas no site chinês Weibo.

A Okay Airways atualmente tem uma frota de 26 Boeings 737 de corredor único, que voam para 70 destinos na China e outros lugares da Ásia.

A empresa chinesa havia assinado um acordo preliminar para comprar os aviões em junho, quando também fez um pedido de 15 aviões de médio alcance 737 MAX, a um preço de catálogo de 1,8 bilhão de dólares.

"Estamos empenhados em investir na nossa frota de aeronaves para continuar crescendo à frente do mercado e melhorar a experiência de voo dos nossos clientes", disse o presidente da Okay Airways, Li Zongling, à agência de notícias oficial chinesa Xinhua.

Ele acrescentou que a encomenda fortalece os planos da companhia aérea de se expandir para o mercado de longas distâncias.

As empresas chinesas estão, em geral, lucrando com a impressionante taxa de crescimento da aviação do país, impulsionada por uma classe média crescente e uma indústria do turismo em desenvolvido veloz.

Mas a concorrência nas rotas internacionais está cada vez mais intensa, com as três companhias aéreas da China - Air China, China Southern e China Eastern - lutando pela liderança do setor.

jug/kaf/spm/ll

BOEING

Weibo

China Southern Airlines

AIR CHINA

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos