Bolsas

Câmbio

Maduro nomeia militar como presidente da petroleira estatal PDVSA

Caracas, 26 Nov 2017 (AFP) - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, nomeou, neste domingo (26), o general Manuel Quevedo como presidente da estatal PDVSA e ministro de Petróleo, com a promessa de realizar "uma restruturação total" na petroleira, após graves denúncias de corrupção.

"Vamos ter uma restruturação total da PDVSA e, por isso, anuncio para encabeçar essa restruturação a designação do major general Manuel Quevedo como novo presidente da indústria petroleira, nossa amada PDVSA, e também (...) como ministro de Petróleo", disse Maduro em seu programa semanal na emissora oficial VTV.

O mandatário estabeleceu como principal objetivo da próxima gestão "elevar a produção " venezuelana, que está em 1,9 milhão de barris diários (mbd), frente aos 2,27 mbd que colocava no mercado em 2016.

Quevedo, general da Guarda Nacional, que era ministro de Habitação, substitui Nelson Martínez na presidência da PDVSA e Eulogio Del Pino na pasta de Petróleo.

O anúncio de Maduro, em meio a uma reorganização de seu gabinete, acontece em meio a sérios escândalos de corrupção ligados à indústria petroleira da Venezuela.

Na última terça-feira, autoridades prenderam seis diretores da Citgo, filial da PDVSA nos Estados Unidos, acusados de ter assinado contratos irregulares, sem aval do Executivo.

Além disso, Venezuela e PDVSA enfrentam declarações de moratória por atrasos nos pagamentos de capital e juros de títulos da dívida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos