União Europeia autoriza uso do glifosato por mais cinco anos

Bruxelas, 27 Nov 2017 (AFP) - Os países da União Europeia (UE) concordaram, nesta segunda-feira (27), em autorizar por mais cinco anos o uso do glifosato, um polêmico pesticida acusado de ser tóxico, após uma inesperada mudança de lado da Alemanha - anunciou a Comissão.

Dezoito países votaram a favor da proposta do Executivo europeu, superando os 65% da população do bloco necessários para o projeto poder ser aprovado.

Outros nove países votaram contra, e um se absteve, o que permitiu chegar a uma maioria qualificada que não foi alcançada em uma primeira votação, no começo do mês.

A Alemanha, que tinha votado contra, mudou de lado após ter pedido mudanças no texto. Entre essas mudanças, está a limitação de seu uso privado e o respeito da biodiversidade, segundo uma fonte próxima às negociações.

A mudança de posição da Alemanha, um peso-pesado político e demográfico dentro da UE, influenciou a aprovação da renovação.

"O voto de hoje demonstra que, quando queremos, podemos compartilhar e aceitar nossa responsabilidade coletiva na tomada de decisões", disse o comissário europeu de Saúde, Vytenis Andriukaitis, citado em um comunicado.

Agora, a Comissão Europeia terá de confirmar a decisão antes que a autorização de uso do glifosato expire, em 15 de dezembro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos