Bolsas

Câmbio

Ex-ministro e ex-presidente da PDVSA são detidos na Venezuela

Caracas, 30 Nov 2017 (AFP) - Militares venezuelanos prenderam, nesta quinta-feira (30), Eulogio del Pino e Nelson Martínez, acusados de corrupção após serem afastados, neste fim de semana, dos cargos de ministro de Petróleo e presidente da petroleira PDVSA , respectivamente - informou o Ministério Público.

Operações realizadas pela Direção de Contrainteligência Militar (Digecim, na sigla em espanhol) "levaram à detenção de Eulogio del Pino e Nelson Martínez", disse o procurador-geral venezuelano, Tarek William Saab, à imprensa.

Ambos foram detidos nesta madrugada em suas casas, três dias apos seres destituídos.

O procurador indicou que essas prisões integram uma operação para o "desmantelamento do cartel que vem golpeando a indústria petroleira".

No âmbito desta investigação, foi pedida a prisão de 16 pessoas - algumas das quais "estão fora do país e esperamos que sejam entregues à Justiça venezuelana", acrescentou Saab.

Trata-se dos funcionários de mais alto escalão presos em uma ofensiva contra uma suposta máfia instalada na PDVSA, à qual o governo atribui o mau estado financeiro e operacional da petroleira.

Del Pino e Martínez se alteraram nos cargos de ministro de Petróleo e presidente de PDVSA. O primeiro foi o braço direito de Rafael Ramírez, titular da petroleira durante uma década e um dos mais proeminentes líderes do chavismo.

axm-mbj/fj/yow/ll/tt/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos