Petróleo fecha em alta puxado por acordo de produtores

Nova York, 1 dez 2017 (AFP) - O petróleo teve alta nesta sexta-feira (1), um dia depois de a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e outros grandes produtores acertarem uma extensão por nove meses do acordo de limitação da produção, que expiraria em março.

O barril do light sweet crude (WTI) para entrega em janeiro teve alta de 96 centavos, a 58,36 dólares, no New York Mercantile Exchange.

Em Londres, o barril de Brent do Mar do Norte em seu primeiro dia de comercialização para entrega em fevereiro ganhou 1,10 dólar, a 63,73.

O acordo da Opep e seus sócios, inclusive a Rússia, foi anunciado nesta quinta-feira muito tarde para influenciar nos preços da véspera, mas nesta sessão teve um efeito positivo, explicou Mike Lynch, da SEER.

"Fez os corretores pensarem que a Opep é novamente capaz de conduzir o mercado", acrescentou.

O fato de Nigéria e Líbia, até agora isentas de cotas de produção devido às suas respectivas crises, terem aceitado limitar sua produção foi celebrado por investidores.

"A inclusão desses dois países não conta muito, mas dá confiança de que produtores isentos não vão ampliar inesperadamente a oferta", disse Bjarne Schieldrop, do escritório SEB.

bur-jum/alb/gm/ll

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos