Bolsas

Câmbio

Wall Street fecha com índices dispersos

Nova York, 4 dez 2017 (AFP) - Wall Street fechou sem direção clara nesta segunda-feira. Os investidores ainda avaliavam os possíveis efeitos da reforma fiscal que avança no Congressos dos Estados Unidos.

O índice industrial Dow Jones avançou 0,24%, a 24.290,05 unidades, o tecnológico Nasdaq recuou 1,05%, a 6.775,37 unidades, e o S&P 500 caiu 0,11%, a 2.639,44.

A Bolsa abriu em alta, estimulada pela aprovação no Senado, na noite de sexta-feira, de um projeto de reforma fiscal com generosos cortes de impostos para empresas. O texto agora deve ser harmonizado com o que a Câmara de deputados aprovou no mês passado.

A satisfação inicial deu lugar a dúvidas no mercado. "Até agora, é um pouco aleatório para um administrador de fundos levar em conta os efeitos da reforma", comentou Gregori Volokhine do Meeschaert Financial Services.

Ele indicou que a carga tributária varia de uma empresa para a outra, por isso os planos para 2018 serão avaliados individualmente por casa empresa.

Art Hogan, da Wunderlich Securities, contudo, garante que alguns dos setores da indústria e os bancos serão os maiores beneficiados.

Sobretudo os valores financeiros "se beneficiarão de taxas de impostos mais baixas, assim como do aumento dos investimentos das empresas", destacou.

Já as tecnológicas não se beneficiarão tanto, porque sua carga tributária já é inferior à média.

O mercado de títulos caiu. O rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos avançou a 2,371%, contra 2,362% de sexta-feira, e o dos bônus a 30 anos foi a 2,764%, contra 2,762% da sessão anterior.

jum/alb/pb/gm/ll/cc

MICRON TECHNOLOGY

VISA

FACEBOOK

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos