Ex-ministro russo da Economia condenado a 8 anos por corrupção

Moscou, 15 dez 2017 (AFP) - A justiça russa condenou nesta sexta-feira a 8 anos de prisão por corrupção o ex-ministro da Economia Alexei Uliukayev ao final de um julgamento que o réu declarou ter sido orquestrado por pessoas ligadas ao presidente Vladimir Putin.

Uliukayev também foi condenado a pagar uma multa de 2,2 milhões de dólares.

A promotoria havia pedido dez anos de prisão em regime severo e uma multa de 8,5 milhões de dólares.

Ministro da Economia de 2013 a 2016, Uliukayev, de 61 anos, é acusado de ter exigido uma propina de dois milhões de dólares ao presidente da petroleira russa Rosneft, Igor Sachin, um nome ligao a Putin, em troca de autorização para comprar ações do Estado na produtora petroleira Bachneft.

A prisão de Uliukayev em novembro de 2016 teve grande repercussão no país, pois trata-se do dirigente governamental de maior escalão detido e julgado na Rússia desde a chegada ao poder de Putin há 18 anos.

Segundo os investigadores, Uliukayev foi surpreendido em flagrante delito quando estava recebendo um suborno da da parte de Igor Sachin. Segundo o ex-ministro, ele achava que a bolsa que deram a ele - e que pesava 22 kg - continha apenas garrafas de vinho de luxo.

ml-pop-all/gmo/sba/es.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos