Bolsas

Câmbio

Pistorius recorre à condenação pelo assassinato da namorada

Joanesburgo, 19 dez 2017 (AFP) - O campeão paralímpico sul-africano Oscar Pistorius recorreu à Corte constitucional para apelar sua condenação de 13 anos de prisão, pelo assassinato de sua namorada em 2013, informou nesta terça-feira o advogado da família da vítima.

No final de novembro, um tribunal do país dobrou a pena de Pistorius pelo assassinato de Reeva Steenkamp, com a pena chegando a 13 anos e cinco meses de cárcere.

Em 2015, Oscar Pistorius tinha se declarado culpado de homicídio culposo e condenado a cinco anos de prisão. Posteriormente, a justiça elevou o crime para homicídio doloso e endureceu a pena, após recurso da procuradoria.

Na noite de 13 para 14 de fevereiro de 2013, Pistorius matou em sua casa com quatro disparos sua companheira, Reeva Steenkamp, que se trancou no banheiro.

Ele sempre se declarou inocente, assegurando ter achado que um ladrão entrara em sua propriedade em Pretória. Ele alega ter atirado tomado pelo pânico.

A advogada da família Steenkamp confirmou nesta terça-feira que Pistorius apelou à mais alta instância judicial do país, a Corte constitucional.

"Respeitamos a lei. É direito constitucional de Oscar Pistorius recorrer a condenação. A justiça deve seguir seu curso", declarou Tania Koen à AFP.

O atleta, apelidado de "Blade Runner" se tornou uma lenda em Londres-2012, onde se tornou o primeiro atleta amputado a participar nos Jogos Olímpicos.

bgs-bed/pa/me/eg/fa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos