Bolsas

Câmbio

Limusine da Mercedes usada por Hitler vai a leilão

Washington, 27 dez 2017 (AFP) - Usada por Adolf Hitler, uma limusine da Mercedes de 1939 vai a leilão no estado americano do Arizona, em 17 de janeiro próximo.

Além dessa, existem apenas mais três unidades desse modelo, o Mercedes-Benz 770K Grosser.

Também conhecido como "Super Mercedes", o veículo era um potente símbolo de propaganda do Terceiro Reich.

Anunciado como "o automóvel mais historicamente significativo já posto para venda pública", o imponente conversível de quatro portas será leiloado no Worldwide Auctioneers, em Scottsdale, no dia do clássico evento anual de carros na cidade.

Com a placa 1A 148461, o carro foi usado para levar Hitler em sua parada militar da vitória em Berlim, após a impressionante derrota da França, e em uma visita de Estado do fascista italiano, o ditador Benito Mussolini.

Quando o conflito virou a favor dos Aliados, o veículo caiu em desuso na França e acabou confiscado pelas forças dos Estados Unidos. Aparentemente desconhecendo sua procedência, os americanos deixaram-no em uma garagem da Polícia Militar.

Após a guerra, passou brevemente pelas mãos de um dono particular na Bélgica, sendo então enviado para Greenville, nos EUA, e entregue ao Escritório de Veteranos de Guerras no Exterior da Carolina do Norte. Era usado para desfiles, levando autoridades e "Gold Star Mothers", como são chamadas as mães dos militares caídos em combate.

A limusine mudou de proprietário mais algumas vezes nos EUA, sendo então vendida para um colecionador europeu em 2002, e para um bilionário russo, em 2009. O Worldwide Auctioneers não revelou a identidade do proprietário atual, mas o carro não teria sido vendido desde essa época.

Jornais americanos afirmam que seu valor de venda por chegar a mais de US$ 1 milhão.

Em um post em sua página institucional, a casa que organiza a venda ressaltou que, " de modo algum, a proposta desse leilão é glorificar Hitler e suas políticas destrutivas".

"É mostrar um dos mais notáveis carros do século, construído por pessoas talentosas e que representa o auge em expertise", justificou.

"Mas também é uma homenagem à coragem em combate dos soldados americanos, que nos orgulhamos de mostrar nessa obra-prima de um ditador derrubado. E, acima de tudo, como uma lembrança de que nunca se deve permitir que o mal que esse carro representa possa acontecer", completou a casa de leilões.

A instituição anunciou que 10% do valor de venda "será doado e usado para educar como e por que o Holocausto aconteceu e como, efetivamente, evitar essas atrocidades no futuro".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos