Bolsas

Câmbio

Uruguai fecha 2017 com inflação de 6,55%

Montevidéu, 4 Jan 2018 (AFP) - O Uruguai encerrou 2017 com inflação de 6,55%, após uma variação negativa do Índice de Preços ao Consumidor de 0,31% em dezembro ante o mês anterior, informou nesta quinta-feira (4) o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em 2016, a inflação no país foi de 8,10%. Em dezembro, também tinha sido registrada uma retração do IPC, então de 0,55%.

No último mês do ano, a variação mais notória para baixo foi no setor imobiliário, que caiu 5,37%. A alta mais proeminente em dezembro foi em Restaurantes e Hotéis.

A partir desta semana, o governo determinou uma alta das tarifas de serviços públicos (eletricidade, água, telefone) e dos combustíveis, como nos últimos anos.

O aumento mais notório é o do preço da gasolina. O combustível subiu 9,8%, a 1,73 dólar o litro, e se mantém entre os preços mais altos do mundo.

O Uruguai é importador líquido de petróleo, e sua petroleira estatal, a ANCAP, tem o monopólio do refino e da distribuição.

O governo também voltou a aumentar o imposto pago por consumidores de tabaco, uma ação da luta antitabagista liderada pelo presidente Tabaré Vázquez.

A inflação de 2017 está dentro da faixa da meta oficial, de 3% a 7%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos